Publicidade

Publicidade
24/02/2010 - 12:02

Aprenda como virar um profissional de televisão

Compartilhe: Twitter

Rafinha Bastos apresenta um pequeno manual de como se fazer uma reportagem padrão.

A produção ficou a cargo dos meus amigos Rodrigo Fernandes, do Jacaré Banguela e Flávio Lamenza, do Chongas, que traduziram e adaptaram do original “How To Report The News” do jornalista da BBC, Charlie Brooker.

Autor: - Categoria(s): Hilário, Video Tags: , , , , ,

Ver todas as notas

18 comentários para “Aprenda como virar um profissional de televisão”

  1. reblack says:

    É isso mesmo, concordo plenamente com porra nehuma, video ótemo ao mesmo tempo PODRE huahuahua sem noticia, mas com conteudo ou sei la!!

    • Alex-Chess says:

      sem noticia??
      .
      o vídeo foi FEITO PRA ironizar a profissão de jornalista, champs!
      .
      se liga cabeção.

  2. reblack says:

    A sem merda de first nem second nem a pQP

  3. reblack says:

    Vai que ainda aparece terceiro neh

  4. Legs says:

    Hahahahahaha mto bom

  5. void says:

    depois deste manual já posso até enviar meu curriculo para as emissoras

  6. Banalo says:

    Uma pena que esse video nao passa de uma COPIA do original, O texto é exatamente igual, imanges, TUDO… =(

    • kellita says:

      Mas se ateh aparece no fim do video o nome do original, qual o problema? Pior se eles fingissem que tinha sido uma criacao propria.

  7. Galo Cego says:

    E não é que as reportagens são quase todas assim mesmo?

  8. Emerson says:

    “Até mesmo um lixeiro do alto de sua vassoura”, essa foi podre em rafinha podia ter deixado esse comentário de fora… foi mal heim…

  9. Felipe says:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    100% ao video…

    perfeito

    o pior de tudo, é que muito das reportagens é exatamente isso

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo