Publicidade

Publicidade
19/10/2010 - 00:03

Seis estranhos e repugnante procedimentos médicos

Compartilhe: Twitter


Se você pensa que sangrias, vermes e sanguessugas são tratamentos ultrapassados em um mundo moderno como o nosso, enganou-se. Na realidade, eles fazem parte de uma série de tratamentos médicos bizarros que deixam muita gente enojada e fascinada com sua eficácia. Veja seis deles neste post.


Sangria
Para ser justo, a sangria está longe de ser uma panaceia, como os médicos medievais acreditavam, mas ainda assim é uma prática útil em alguns casos. Quando alguém sofre de excesso de ferro, conhecida como hemocromatose, a sangria é um dos meios mais eficazes de liberar o ferro. O tratamento também é usado para ajudar pessoas com aumento na massa de eritrócitos, hemoglobina e hematócrito, acompanhado de um aumento do volume sanguíneo total, chamado policitemia.


Larvas
A maioria das pessoas acha que a última coisa que gostaria de ver em um hospital é um verme, mas eles podem ser bastante eficazes em tratamentos de feridas que não respondem aos tratamentos convencionais. As larvas comem tecidos mortos e permitem que o tecido cresça novamente de forma saudável. “Eu os chamo de microcirurgiões”, disse Edgar Maeyens Jr., doutor em Coos Bay, Oregon, que emprega o tratamento. “Eles podem fazer o que não podemos fazer com bisturis e lasers”.

Em muitos casos, os vermes podem ajudar no tratamento de feridas abertas durante semanas, e até anos. Raramente os pacientes não sentem nada e quando sentem, geralmente é uma coceira ou sensação de cócegas e nada mais.


Sanguessugas
O que acontece quando você cruza com a sangria e terapia de larvas, você encara as sanguessugas tranquilamente. Naturalmente, as sanguessugas não são utilizadas para tudo, mas ajudam a drenar o sangue das partes inchadas após as cirurgias reconstrutivas. Médicos acham que são particularmente úteis quando as áreas contém muitos vasos sanguíneos que podem facilmente coagular.

Novos estudos estão em andamento para descobrir a eficácia das sanguessugas em outros tratamentos, tais como redução da dor e inflamação da osteoartrite.


Vermes
A terapia com vermes é outro tratamento bastante promissor, e extremamente nojento. O tratamento envolve o uso de um verme parasita, sendo intencionalmente lançado dentro do corpo do paciente.

Embora os cientistas ainda não tenham chegado a conclusões definitivas quanto à eficácia deste tratamento, estudos preliminares têm sido muito favoráveis para mostrar que os parasitas têm um efeito muito positivo. Os vermes foram usados em uma série de tratamentos, incluindo doença celíaca, doença de Chron, alergias, asmas, esclerose múltipla e colite ulcerativa.


Malária
Como descobriram o tratamento de sífilis antes que os antibióticos serem descobertos? Como uma pequena dose de malária, seria a resposta. Embora pareça insano, esse tratamento é relativamente eficaz. A febre alta da malária mata a bactéria da sífilis e depois a malária pode ser tratada com quinina.

Apesar de ter caído em desuso, em algumas partes do mundo o tratamento ainda é utilizado.


Bacterioterapia fecal
Bacterioterapia fecal é o tratamento de doenças com a matéria fecal. Consiste no transplante de material fecal saudável de um doador e depois inseri-lo no ânus de um outro através de enema.

O tratamento é considerado bastante eficaz para tratar a desordem inflamatória intestinal grave e pode ser uma boa alternativa de tratamento para a doença de Crohn e algumas outras condições.

Fonte: Neatorama

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Curiosidade Tags: , , , ,

Ver todas as notas

29 comentários para “Seis estranhos e repugnante procedimentos médicos”

  1. rodrigo says:

    queria saber o que fumaram pra inventar a Bacterioterapia fecal

  2. Sid says:

    Bacterioterapia fecal é muito bizarro.

  3. Bepovi says:

    Bacterioterapia fecal

    OMFG²³

  4. T says:

    Eu toparia fazer os 3 primeiros, mas os 3 últimos, nem fo*****!

  5. qupiada says:

    eu não vou perder o meu tempo pesquisando, mas essa bacterioterapia fecal tá com cara de mentira.

    como pode uma simples merda enfiada no c* curar alguma coisa?

    e quem foi que teve a brilhante idéia de experimentar isso pela primeira vez?

    a fala sério, só pode tá zuando com a minha cara!!!!!

  6. Sandra says:

    Bacterioterapia fecal ai que nojo daushhuasdsa

  7. Klone says:

    Nogento

  8. yo! says:

    Géjuiz…

  9. Rodrigo says:

    “material fecal saudável” ????????????????????????

  10. queria saber o que fumaram pra inventar a Bacterioterapia fecal [2]
    Nw só fumaram, como cheiraram, injetaram, tomaram com vodka e uisque, mas q mundo imundo!

  11. Doc says:

    Eu Queria ver se um de vcs tivessem q passar por esse procedimento… rsss queria ver se estariam aqui reclamando de nojo O=)

  12. betty says:

    credo

  13. Estarrecido says:

    É bizarro mesmo.

  14. Manu says:

    Muito nojento…. Como diz minha filha, Eca!

  15. a says:

    Teve um caso que o cara tinha diarreia a uns 3 anos e foi buscar estes procedimentos de se curar.

    E o cara foi curado…

    Imagina uma caganeira de 3 anos…

    Haja c***…

  16. Débora* Maceió**** says:

    Poxa!!!!
    não sabai que bosta era saudavel…..(hihihihi)

  17. Maia says:

    minha nossa…Bacterioterapia fecal
    ainda bem q tem activia hoje em dia rs
    ai a gnt fica com o intestino saudavel,reguladinho
    ai ele não inflama ou fica doente e ainda toma um excelente iogurte sabor morango…
    é eu realmente nasci na epoca certa mesmo rss

  18. Dunha says:

    Bacterioterapia fecal, isso me faz lembrar que um célebre ditado português acaba de ser derrubado! Quem conhece: “merdas cagadas não voltam ao cú!” Pois é, nem a filosofia resiste aos procedimentos médicos bizarros…

  19. Ramon says:

    Eu Queria ver se um de vcs tivessem q passar por esse procedimento… rsss queria ver se estariam aqui reclamando de nojo O=) [2]

  20. Helton says:

    “Raramente os pacientes não sentem nada e quando sentem, geralmente é uma coceira ou sensação de cócegas e nada mais.”
    O correto seria “raramente os pacientes sentem nada”

  21. Helton says:

    Ops, erro meu!

  22. Pelota says:

    É a contribuição do Medievo e seu chalatanismo onipresente, pelo menos no que tange a sangria e a bacterioterapia…

  23. Sensacional!
    Aos interessados por bizarrices (assim como eu.. rs), procurem pelos 20 experimentos mais bizarros da história.

    Abs

  24. Math says:

    e essa cara marota da “Bacterioterapia fecal” ? =d
    Será q ela n sabe o q tem dentro do tubo? =d
    http://www.facileasy.blogspot.com

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo