Publicidade

Publicidade
08/12/2010 - 00:01

Polícia passa horas em cena de crime até descobrir que era, na realidade, cenário de filme de terror

Compartilhe: Twitter

O corpo de bombeiros da Pensilvânia recebeu uma solicitação para investigar uma cena de crime espantosa: um quarto de hotel salpicado de sangue, cheio de garrafas de bebidas vazias e o que parecia ser uma cabeça humana.

O local deixaria qualquer policial intrigado, mas acabou provocando uma reviravolta surpreendente quando as autoridades descobriram que a “cena do crime” era na verdade o pano de fundo para um filme de terror.

Tudo começou quando os bombeiros foram chamados para combater um incêndio no 10º andar do George Washington Hotel.

Segundo o AOL News, os bombeiros já tinha controlado a situação. “Ninguém ficou ferido no incêndio. Foi apenas acidental. Então cerca de uma hora e meia depois o legista disse que havia encontrado uma cena de crime. Ele disse que havia couro cabeludo, sangue em todas as paredes e várias coisas escritas em diversas línguas”, disse Kyrk Pyros, o proprietário do hotel, que não sabia das “investigações”.

Após realizarem uma pesquisa no edifício, alguns investigadores permaneceram na cena do crime por algum tempo. Quando Pyros foi consultado sobre o quarto, ele disse que achou tudo muito engraçado.

“Eu sorri e ele (o oficial) olhou para mim e disse, ‘Não estou achando nada engraçado'”. “Eu disse: ‘Essa é a nossa sala de sustos'”, disse ele.

O que seria o início de uma grande investigação na realidade era uma brincadeira. A tão assustadora cena de assassinato fazia parte das gravações de “New Terminal Hotel”, um longa metragem gravado há dois anos.

O quarto foi utilizado para gravar algumas cenas e Pyros decidiu deixá-lo do jeito que estava para transformar em ponto turístico.

“Nós o deixamos lá de propósito, porque os turistas ficavam assombrados”, disse ele. “Supostamente, o hotel é assombrado – se você olhar para a foto original dele, você pode realmente ver o que seria um rosto. Eu tenho pessoas que nem vão lá por causa do quarto andar. Elas pensam que as coisas que acontecem lá dentro são anormais”.

Apesar de toda a confusão, Pyros não tem planos de limpar a sala de terror.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , , , ,

Ver todas as notas

9 comentários para “Polícia passa horas em cena de crime até descobrir que era, na realidade, cenário de filme de terror”

  1. Ulisses says:

    é quase uma incopetencia, pois eles so tinham que ver o 10º andar ¬¬

  2. Léo says:

    Humberto,adoro o site e acesso todo dia,mas você vai me desculpar,mas ficou nitida a impressão que ao clicar em “Leia Mais” haveria fotos do set de filmagem…num gostei.Abraço

  3. Estarrecido says:

    O hotel deveria ter avisado as autoridades, do contrário, algo assim poderia ocorrer.

  4. Engraçado se eles prendessem algum suspeito. kkkkkkkkkk

  5. Saiyajin says:

    cade as fotos?

  6. katlen says:

    ai que burro da 0 pra eles ¬¬
    WTF ? como assim ? que gente incompetente.

  7. Renan says:

    Burros demais. Era pra esse legista saber a diferença entre uma cabeça / couro cabeludo / sangue reais e cenográfico. Se não fosse pela aparência, que fosse pelo cheiro.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo