Publicidade

Publicidade
11/02/2011 - 12:00

Coisas que só acontecem ao vivo, na TV

Compartilhe: Twitter

O ator Lúcio Mauro Filho dava entrevista para o canal Globo News quando uma jornalista resolveu fazer uma pergunta sobre uma peça que ele teria escrito com a ajuda do “seu pai, que já não está entre nós”. O problema é que Lúcio Mauro não morreu.

Para sorte dela, o entrevistado estava bem humorado.

Dica do meu amigo Tabet, do KibeLoco

Autor: - Categoria(s): fail, Video Tags: , , , ,

Ver todas as notas

18 comentários para “Coisas que só acontecem ao vivo, na TV”

  1. Seu Severino says:

    Fail

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Humberto-O Buteco, catupiry, osmala, teo baldo, Guilherme and others. Guilherme said: Jornalista preguiçosa: Isso que da não apurar os fatos http://migre.me/3Rjis Lúcio Mauro Filho […]

  3. CJ says:

    Vocês queriam o que?
    Ensino nas faculdades é um lixo.
    Acabaram com o diploma de jornalista.
    Ela falar merda, é absolutamente normal!
    Daqui a pouco quando você for à um Hospital, não ligue se tiver uma infecção, graças ao Lula que deixa qualquer um entrar na universidade, a situação só pode piorar!

  4. Pois é, sorte que o cara tava de bom humor e, ao que parece, é gente boa e educado. 😛

    Ou então se fosse repórter de outra emissora…A coisa com cereteza ia ser diferente! 😛

  5. Repórter: “É que eu andei lendo a sua biografia…”

    Jornalista imbecil que não se informa direito para fazer as entrevistas dá nisso…

    Se fosse o Rodrigo Amarante responderia assim: “é porque você leu pouco”.

  6. Cenora says:

    Andei lendo alguns comentarios lamentáveis, como o do “CJ”

    “Daqui a pouco quando você for à um Hospital, não ligue se tiver uma infecção, graças ao Lula que deixa qualquer um entrar na universidade, a situação só pode piorar!”

    Graças ao Lula que deixa qualquer um entrar na universidade? Ensino digno é um direito de todo cidadão amigo, se todas as pessoas tivessem um curso superior, coisa absulutamente normal em países desenvolvidos, garanto que o brasil seria muito melhor. Aqui ser formado é luxo, enquanto lá fora ser formado é como ter ensino médio completo, na visão do cidadão comum, como você.
    Seu comentário só mostra que você é mais desinformado e ignorante que a repórter do video.

    Sem mais

  7. Estarrecido says:

    E eu achava que somente Geisy fazia traquinagens.

  8. Rodrigo Caetano says:

    Televisão e o jornalismo brasileiro estão fadados ao fracasso…

    Os “apresentadores/jornalistas” hoje em dia viraram meros macaquinhos amestrados que só leem as pautas copiadas e coladas por estagiários do Wikipedia…

    Lamentável…

  9. Loly says:

    Sorte dela que ele é simpático..se fosse um Paulo Vilhena da vida ela tava ouvindo até hoje..

  10. Wenner says:

    Aposto que ela leu esse resumo no Wikpédia…
    kkkkkkkkkkkkkkkk

  11. Ailo says:

    Bixo, peraê que eu vou tomar uma agua e volto já.

  12. O Blog Jumble Line tem o prazer de lhe informar que você teve algumas indicações ao prêmio Bloguerama umas delas é como melhor BLOGUEIRO DE HUMOR. A vários jeitos de votar, você pode mandar uma mensagem para o nosso twitter @BlogJumbleLine, tweetar com a hachtag #JLEUVOTO, votar pela enquete que está em nosso blog (jumbleline.zip.net), votar pela enquete de nossa comunidade. Os ganhadores receberão um selo para colocar no seu blog dizendo quais prêmios que ganhou. Aconselhamos que divulgue isso pro seus seguidores. Mais informações: jumbleline.zip.net

  13. Lombardi says:

    Isso é que dá quando idiotas querem parecer espertas. Pagam mico. E a analfabeta funcional ainda diz ser jornalista, vê se pode! É uma comédia mesmo!

    Esse é o Padrão Globo de Qualidade. =(

  14. rone says:

    mais e sem e b

  15. andressa says:

    cenora… disse tudo

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo