Publicidade

Publicidade
17/06/2011 - 00:02

Argumento é para quem sabe usá-lo

Compartilhe: Twitter

Durante uma reportagem que mostrava que alguns motociclistas não respeitam a proibição de passar por uma passarela de Minas Gerais, um dos infratores resolveu justificar-se…

Autor: - Categoria(s): Hilário, Video Tags: , , , ,

Ver todas as notas

15 comentários para “Argumento é para quem sabe usá-lo”

  1. Mothafucka says:

    Tinha que colocar uma carinha de Troll no motoqueiro (com certeza não é motociclista)

  2. Brezul says:

    tipica piada de alemão…de lisboa! hahaha

  3. Ariosvaldo says:

    Era hora de ter um PM ali e mandar ele voltar para aprender a respeitar a sinalização. Depois dele ter feito da maneira correta, aplicar uma multa.

  4. Manu says:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk Não tem como não rir!

  5. Mari says:

    Eu num intindi o que falou..

  6. Champz says:

    Esse é o brasir do molusco.

  7. boxfilmes says:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    O mais legal é que ele fala de forma sincera

  8. V. says:

    Eu ri muito.

    E tem mais, se alguém tem que fazer algo, multar, repreender coisa e tal, é a polícia. NÃO a repórter. Ela não tem que vir passar moralzinha mesmo não!!!

    Gostei da resposta! tirou digno de um troll.

    Esses reporteres só pq estão diate de um tv, pensam que tem algum direito, alguma moral. FALA SÉRIO!

    • Kumako says:

      Ia ser bom se todo os reporteres mostrassem as infrações brasileiras – tanto da policia, politico e população – pelo menos o povo ia parar de assistir telejornais que só mostram bobeirinhas para alienação!

  9. ueta says:

    kkkkkkkkkkkk

  10. aPoc says:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk tiro o chapeu, esse sabe oq falar !

  11. Miziridatudis says:

    Justo.

  12. pois é says:

    Pilantra de marca maior…

  13. Erick Dias says:

    A gente como reporter ainda tem q aturar uns negócio desse ainda! haha

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo