Publicidade

Publicidade
28/07/2011 - 00:04

Flagra | Será que morador de rua, mesmo tendo dinheiro, consegue jantar em um restaurante chique?

Compartilhe: Twitter

O programa Conexão Repórter, do SBT, fez uma reserva num restaurante chique no bairro do Jardins, em São Paulo. Em seguida, vestiu um produtor como morador de rua e o enviou para o restaurante com dinheiro necessário para jantar. Veja como foi sua chegada ao local.


“Sua reserva foi cancelada, eu cancelei ela!”

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, fail, Flagra, Video Tags: , , , ,

Ver todas as notas

117 comentários para “Flagra | Será que morador de rua, mesmo tendo dinheiro, consegue jantar em um restaurante chique?”

  1. Luciano says:

    Com 500 reais minha familia come o mês inteiro. Esse tinha que jantar a filha desse porteiro do inferno….e come o rabo dele de sobremesa. Affe

  2. Militão jarbas says:

    Vamos ser coerentes, cada um no seu quadrado.

  3. Sssucuri says:

    Mas é claro porra, os cara gasta numa estrutura esperando que pelo menos uma estrutura voce tenha de clientes, vem um cara vestido de cobertor. Nem num restaurante barato esse produtor entra, e na boa, mendigo com r$ 500,00 a ultima coisa que ele iria pensar é ir em um restaurante legal . Regra geral reportagem mal-feita explorando piegas. Apelação!!!

  4. Rodrigo says:

    Cada ambiente requer um traje adequado. Ninguem tenta embarcar em um avião de sunga, assim como frequentar um restaurante mais caro exije comportamento e roupas adequados. Sem hipocrisia não?

  5. Diego says:

    O cara quer entrar num restaurante todo sujo, enrolado num cobertor?? Será pq o que a equipe de reportagem precisava pra gerar a matéria era ter ele barrado? Eles devem pensar que só idiotas assistem tv (e olham sites de bobagens).

  6. rodrigo q says:

    Reportagem altamente equivocada e sem utilidade pública. É óbvio que não faz sentido uma pessoa ter R$500 reais para jantar e se vestir que nem um mendigo, além de estar sujo. Se eu fosse o rapaz do restaurante, teria falado na cara dele, mas gentilmente: “Olha, o traje que o sr está vestindo n é o mais adequado ao local. Alerto que o sr. pode se sentir constrangido ao adentrar, pois as pessoas provavelmente irão reparar o seu vestuário”.

    O jornalismo brasileiro já é ruim, ainda mais o produzido pelo SBT…

    • bruno says:

      Ruim é esse pensamento que faz com que nossa sociedade não evolua.

      • Marcio says:

        Não Bruno, ruim é você achar que a vestimenta é um ponto crítico na evolução da humanidade.

        O que são 500 reais, perto do potencial de clientes que poderiam sentir-se incomodados com a presença de um mendigo do lado em restaurante que deve ter seu faturamento diário perto de 25.000?

        Quero ver se você mantem esta postura toda se você tiver com sua namoradinha e um mendigo se sentar ao lado de vocês dois no cinema, no ônibus ou no metrô.

        Concordo que o hoster poderia ser menos antipático, mas também, você poderia ser menos patético.

        • bruno says:

          Ok, pegue seu porche e vá bater com ele no mendigo entao. Sinceramente não me sentiria ofendido por chegar um mendigo e sentar ao meu lado. Me sentiria ofendido se ele chegasse sem educação, o que na reportagem não aconteceu e o que geralmente acontece.

          O que são 500 reais… 500 reais é o que uma pessoa ganha pra poder sustentar uma familia inteira, 500 reais é uma bolsa de grife média, independente do ponto de vista, o que está em questao nao é o dinheiro, é isso que constitui o ponto critico na evolucao (e aqui, faço questao de colocar o seu poder de interpretacao PATETICO). todos gostam e fazem questao de dizer que tem direito a isso ou aquilo, mas na hora de respeitar o direito dos outros, vem com esse papo ridiculo e atrasado de “o meu primeiro, e o resto que se foda”. Ok, voce daria um otimo pseudopolitico. Rouba mas faz, ou até fazendo uma analogia ao seu discurso: o que sao 25000 perto de um orçamento de bilhoes?! ahhh… acho que ja deu para percerber quem é o ridiculo aqui.

        • taketk says:

          A questão não é se ele é mendigo ou não. É a falta de respeito com que ele quer frequentar o estabelecimento. Se tem 500 reais invista pelo menos 100 em uma roupa decente e tome um banho. Por exemplo, vc deixaria um cara pelado entrar seu restaurante? Se o cara estivesse arrumadinho e dissesse que era um mendigo, não teria problema nenhum.
          O mendigo querendo entrar naquela situação não está respeitando o estabelecimento, então ele não vai ter espeito tambem.

  7. Ann says:

    “Olha, o traje que o sr está vestindo n é o mais adequado ao local. Alerto que o sr. pode se sentir constrangido ao adentrar, pois as pessoas provavelmente irão reparar o seu vestuário”.

    SIM, exatamente! Ele não precisava ser tão rude.

  8. bruno says:

    A maioria das pessoas já estão tão acostumadas a ver esse tipo de situação que acham normal a atitude do funcionario do restaurante. Hipocrisia? Prefiro ser hipocrita do que viver num eterno comodismo.

  9. 1up says:

    Podia mostrar o nome do restaurante…rs

    Seguranças no Brasil são péssimos. Além de mal instruídos são mal educados.

  10. Ludovico says:

    Se o camarada ta com roupa de pobre mas ta limpo, tem que deixar entrar, pq cada rico tem sua maluquice, vai saber.
    Mas se o cara chega fedendo a mijo todo sujo dai pode ta cheio da grana que nao faz sentido deixar entrar, vai ter louco vomitando no restaurante po. O video obviamente nao transmite cheiro, mas o cara disse, eh por que eu estou sujo? puts o cara foi educado de nao dizer, bicho voce ta fedendo!

  11. Alexandre Kulcinskaia says:

    Concordo, cada local requer o traje adequado e ainda para mais se fosse eu o segurança teria chamado a policia.
    Sem abrigo com 500 reais… É dinheiro roubado.

  12. Thamos says:

    Ao pessoal que esta falando de roupas adequadas, então quer dizer que se o Eike Batista chegase la com seu Mercedes Mclaren depois de uma partida de tenis no SAIBRO, de sorts sujo e sudo, ele não poderia jantar? Conta outra. ( kkkkkkk )

    • Danilo Marciel says:

      Thamo sinceramente você acredita que com toda imprensa perseguindo o cara o tempo todo ele faria uma merda dessa ??

      Caiam na real o restaurante ta certo imagina vc mesmo la dentro comendo pagando cara bem vestido e um mendingo sujo e fedendo senta do seu lado ?? Vai me dizer que é tudo normal a faça-me o favor bando de ipócritas!!!

      • Thamos says:

        Cara o foco não é esse, se o Eike faria ou não isso, mas o atendente, se como ele iria reagir se fosse algum famoso e com muito dinheiro. Quanto a parte do “bando de ipócritas” gostaria de ver a sua atitude frente as outra situações da vida onde o dinheiro é quem manda pra poder avaliar sua moral, só isso é muito pouco.

    • Marcio says:

      Porra, você acredita seriamente que o Eike tornou-se tão rico adotando este tipo de postura?
      Ou você acha que ele ficou rico sozinho? Sem networking ou lobbys?
      Marketing pessoal campeão, não rola ser porco assim que nem você.

      • Thamos says:

        Não sou porco, muito menos burro, cometi um erro sim, supondo que se alguem discorase fosse por um motivo inteligênte, cara eu estou suponto, colocando uma situação ipotética, um caso extremo, conseguiu acompanhar ou ainda esta dificil., sabe oque isso, pois pra mim o objetivo era saber qual seria a reação do atendente, pois esse foi o foco da matéira, não se o Eike tem ou não tem uma Mercedes Maclaren ou joga ou não tenis ou anda sujo.

      • bruno says:

        Thamos, esse ignorante nao consegue entender o que se escreve nao. Talvez um desenho seja melhor para uma crianca de 5a serie.
        Geralmente ando de terno e gravata, vou ao shopping e sempre sou bem tratado pelos vendedores…. nos dias de sabado e domingo vou de sandalia e bermuda para o mesmo shopping e parece que sou invisivel para os mesmos vendedores… isso acontece? claro que sim, mas nao podemos achar isso NORMAL!!! Isso é preconceito e já tem muito vendedor que fui reclamar para o gerente.

  13. Felipe Jiu says:

    Esta reportagem ridícula provou de uma vez por todas que mendigos que estiverem sujos, mal-trapilhos, fedorentos, vestindo trapos e um cobertor velho, mas que tenham dinheiro, não podem frequentar restaurantes da alta classe.

    Incrível….

  14. Sylvio says:

    Trabalhei em um clube social e um dia vi um rapaz entrar de sandálias havaianas e bermudas, achei um horror! Festa chique, pessoas arrumadas com a “roupa de domingo” e entra o sujeito que parece ter saído da pescaria, não dá, né! Faz-me o favor! Tá certo o cara, acho que eu seria até mais grosseiro que ele.

  15. Champz says:

    Até eu enxotaria o cara do restaurante, e ainda por cima dava uma bica no cú do cara na saída.

  16. DaviNunkFoiSanto says:

    Moro no Paraná atualmente, aqui se conta uma história (se não for lenda) de um fazendeiro riquissimo que iria trocar sua frota de máquinários(entre eles duas colheitadeiras de mais de milhão cada uma), porém ele tinha o habito de andar com roupas simples e sujo de graxa(ele fazia questão dele próprio arrumar) e foi ignorado pelo vendedor….chegando o gerente que já o conhecia, pois tinha vendido milhões para o senhor em questão, perguntou lhe o que desejava e ele respondeu: Comprar 20 milhões em equipamento e a rescisão desse vendedor……o q q vcs acham que aconteceu????

    • Keep says:

      Tá bom, agora vai almoçar ao lado desse cara fedendo e com graxa nas roupas… Pode ter o dinheiro que for, higiene é fundamental !

  17. Marcelo Brezul says:

    sensacionalismo barato!!! o segurança foi muito equivocado do inicio ao fim…mas convenhamos ne!? baita sensacionalismo!!! 90% dos comentarios aqui falam a mesma coisa, NINGUEM entra em 1 restaurante em zona nobre, vestido com trapos e sujo…enrolado em cobertor ainda!!! pior que o segurança é alguem defender essa reportagem

  18. Jáder, O Pitoresco says:

    Cara, seria muito bom se cada frequentador desse restaurante “pseudo-primeira-classe” levasse um mendigo pra ir jantar nesse restô!

  19. lewxam says:

    Da pra ver nitidamente que é o Figueira Arrobaia …restaurente realmente carissimo de são paulo

    • viks says:

      Cara, se você não sabe, não fala besteira. To rolando de rir aqui. É figueira RUBAIYAT, e não figueira ARROBAIA…uhauhauaahahuauhauhauhauhuah….
      É cada uma que aparece..Maldita inclusão digital.

      • Blumenau says:

        Este O _ T _ @ _ R _ I _ O sempre aparece para querer corrigir os outros e fazer comentarios idiotas.

        Mas so faz papel de troux@ fazendo isto.

        • viks says:

          E você fez papel de bundão, com medinho de apanhar do outro cara de blumenau. Só faltou chorar de medinho..unhééeé´, unhééeé´.
          Quando crescer e virar homem, pode voltar aqui e comentar.

  20. Adriano THC says:

    Conheço gente financeiramente abonada que anda de fusca 78 caindo aos pedaços e sofre discriminação, seja por um segurança, seja pelas garotas nas baladas, seja por policiais.

    Vivemos numa época que não importa quem você é, e somente o que você tem.

  21. lord flavius says:

    Se o mendigo em questao batesse na porta da casa do autor da materia, eu tenho certeza que ele iria somnte espiar pelo buraco da fechadura e nao iria receber o mendigo.

    • Suzana says:

      Exatamente! Imagina se o segurança do restaurante deixa esse cara entrar, os próprios fregueses iriam reclamar e talvez nunca mais voltassem….Sem hipocrisia gente, se eu quiser ficar rodeada de mendigos e gnt mal-vestida ia pro bandejão e pagava R$1,99….quem paga caro quer ver atendimento excelente, comida boa e ambiente também

  22. Gabriel Ribeiro says:

    Brincadeira e ainda tem um monte de gente aqui apoiando dizendo que é hipocrisia…a vá a ….o restaurante se dispõe a oferecer seu produto por um valor X e o cliente quer consumir quer pagar e não pode???claro concordo q isso não é comum,ninguém vai em um restaurante como aquele coberto de um cobertor,porém no nosso país é o dinheiro quem manda, se fosse o Eike como disseram ai quero ver se iam barrar,ou se o cara chegasse de ferrari e etc…então bastava o ‘segurança’ ser mais gentil pois trabalha em um local que requer muito isso e quem sabe flar c o proprietário do restaurante ou gerente,quem sabe não colocariam o suposto mendigo em um local apropriado uma mesa mais afastada…

  23. jr says:

    DEVERIAM INVERTER ISSO, PEGAR UM SEM TETO E COLOCAR UMA BOA ROUPA E GRANA PARA JANTAR E ENCHER A CARA PARA O RESTAURANTE PAGAR UM MICO , E ACABAR COM ESSA ARROGANCIA DESSE PORTEIRO DO RESTAURANTE. ” CADE OS DIREITOS DOS BRASILEIROS OU MELHOR AINDA DEVERIA DEIXAR O SEM TETO DAR UM CALOTE LA .

    • TAKETK says:

      QUERIA VER SE VC TIVESSE UM RESTAURANTE DE LUXO DEIXARIA UM MENDIGO FREQUENTAR SEU ESTABELECIMENTO. NÃO É APENAS QUESTÃO DE DINHEIRO, É QUESTÃO DE RESPEITO PARA COM OS OUTROS QUE FREQUENTAM O LOCAL. IMAGINEM SE OS SHOPINGS LIBERASSEM AS PORTAS PARA OS MENDIGOS, OS FAVELADOS, BEBADOS,PROSTITUTAS, QUE MERDA QUE IRIA VIRAR? QUANDO UM MENDIGO. BATER NA PORTA DE SUA CASA PARA PEDIR AGUA BEM NA HORA DO JANTAR, CONVIDE O PARA ENTRAR, VAI QUE É UM REPORTER DISFARÇADO FAZENDO MATÉRIA CONTRA PRECONCEITO. AGORA, SÓ PQ ME PASSAM ESSA MATÉRIA QUE NÃO DEIXARAM UM MENDIGO ENTRAR EM UM RESTAURANTE, VEM UM MONTE DE GENTE CRITICANDO A CONDUTA
      DO SEGURANÇA? PQ VCS DEFENSORES, AO INVÉS DE FICAR NA FRENTE DO PC FREQUENTANDO UM BLOG DE HUMOR, NÃO VAI PRO CENTRO AJUDAR ESSAS ALMAS CARENTES? CRITICAR É FÁCIL, QUERO VER FAZER.

      • charada says:

        FALA SÉRIO, A CONDUTA DO SEGURANÇA FOI DAS MAIS TERRÍVEIS, O TRATOU COMO UM BANDIDO, DEVEMOS PARA COM ESTEREÓTIPOS, JULGAR PESSOAS PELO QUE VESTEM, POR POSIÇÃO SOCIAL, NÃO DEIXOU DE SER UMA FORMA DE RACISMO, TRATOU COMO UM ANIMAL, SÓ FALTOU COLOCAR NA PORTA “PROIBIDO A ENTRADA DE ANIMAIS E MENDIGOS”… VÃO SE FERRAR TODOS QUE APOIARAM…

      • bruno says:

        Pelo visto, ao contrário de você, tem muita gente ajudando essas pessoas que moram nas ruas… infelizmente ainda é insuficiente para o tanto de gente que nao tem condicoes como voce que se acha tao correto.

  24. Manu says:

    Até por uma questão de segurança eu não deixaria entrar, vá que tenha uma arma embaixo do cobertor né e o dinheiro fosse para disfarçar um mega assalto holliwoodiano, rsrs viajei nessa! Mas a verdade é que eu não deixaria entrar.
    E quanto ao preconceito às pessoas mal vestidas mas ricas, isso é verdade tbm. Moro no RS e tem monte de estancieiros por aqui que andam com moda dos anos 70 (eles realmente usam as camisas que foram sucesso nessa década) e dirigem fuscas e outros carros velhos e quem não os conhece, dá aquela esnobadinha básica.

    • João Pedro Pescuma says:

      Manu

      Até por uma questão de segurança eu não deixaria entrar, vá que tenha uma arma embaixo do cobertor
      —–

      E se for um cara bem vestido, de terno, bonito, com uma arma dentro de uma maleta, ou escondida em algum outro lugar?

  25. Direitos Humanos só existe para bandido neste país, infelismente. Vc não achar certo um casamento ou relacionamento homosexual é preconceito e dá cadeia. O que que é isso então? Isso é preconceito mais do que explícito!

    Enquanto isso, vamos continuar fazendo a marcha da maconha para ver se mudamos o país. Pro fundo do poço.

  26. Oli says:

    esse SBT é ridiculo.. nao é só pq o cara tem grana q ele vai vestido de qualquer jeito em um restaurante.. não é o dinheiro em questão.. matéria ridicula!

  27. Bernardo says:

    Nem no restaurante que cobra R$ 5 aqui no centro do Porto Alegre deixariam o cara entrar. Que é isso?!?! Esses caras do SBT não tem mais o que fazer? Baita bobagem isso dai.

  28. Jotade says:

    Claro pq quando eu vou comer em um restaurante eu quero um cara fedido sentado do meu lado arrotando peidando e falando palavrão.

  29. KTK says:

    Realmente é incômodo durante uma refeição ter ao lado pessoas que agem de forma inadequada. Neste caso a vestimenta do reporter não era condizente. Mas isso não quer dizer que o gerente ou seja lá que imbecil seja, tenha o direito de agir da forma como agiu.

    Muitas vezes pessoas com suposto nível sócio econômico mais elevado protagonizam situações muito piores, porque acham que ter dinheiro permite agir de forma truculenta , imbecil e asquerosa. Muitas vezes com aquela bela frase “Eu tô pagando”. Só queria ver se o valente gerente teria coragem de escorraçar um cliente destes que está incomodando os outros com estas atitudes. Já que se mostrou tão zeloso com um mal-vestido.

    E ainda muito mal informado, apesar de ser a calçada do restaurante nem ele, nem o proprietário tem direito algum sobre a calçada.

    Só gostaria de saber qual o estabelecimento. Achei o serviço uma merda deste a entrada, com certeza não frequentaria um lugar desses. Pode ser do meu nível econômico mas não é do meu nível moral.

    Apenas para complementar o comentário do Gabriel, se fosse o Eike, provavelmente este “porteiro” estaria se dispondo a ser um sodomita, já na entrada do restaurante, só para dar uma pegadinha na Ferrari dele.

  30. Juliana says:

    O que o mendigo tem de diferente de todos nos aqui?? Ele é um ser humano como qualquer outro, e se tem dinheiro pra pagar ele pode sim comer no restaurante, temos que parar com esse preconceito ridiculo, agora quem não tem dinheiro não é gente??Bando de hipocritas, eu converso cm mendigos,drogados e eles são pessoas melhores que muitos burguesinhos que eu conheço.

    • Enio says:

      Vc não acharia nem um “pouco” estranho…um mendigo se dispor a pagar 500 REAIS por uma refeição? Não iria desconfiar da maneira de como ele arrumou a grana? E de pq não gastar o dinheiro em várias refeições ao invés de apenas uma? =D
      O modo de como foi negado o acesso dele pode até ser contestado…mas foi o correto a se fazer!

      • puerco says:

        Enio: Que coisa feia…

        Mas em que parte da matéria ele falou que era mendigo?
        Então se uma pessoa está mal vestida é sinal que ela mora na rua?
        Alguém lhe pergunta aonde vc conseguiu dinheiro quando vai aos estabelecimentos?
        E ñ venha falar que o cara estava fedendo porque sebemos era só a maquiagem…

        E outra: Eike,Ronaldo gordão ,Xuxa e muitos outros ricaços,famosos ou não,se eles quiserem entrar no restaurante de pijama,duvido que aquele arrombado do segurança que deve ganhar r$ 900,00 + Cesta Básica ia falar algo…

        Preconceito e Discriminação detected!!

        • Juses Crosti says:

          Ué, puerco, mas a matéria não era exatamente pra saber se um MENDIGO conseguiria entrar num restaurante chique? O produtor estava caracterizado como um mendigo, ou vc não entendeu a matéria?

          Acho muito certo em barrar um mendigo no restaurante. Você gostaria de comer ao lado de um mendigo??? Duvido!

          Deixa de mi mi mi!!!! Se você achou errado, abre um restaurante só para mendigos!

    • maxx says:

      Eh isso aí Juliana, chega de hipocrisia!!!! Convide os drogados e os mendigos para morar com vc

    • Juses Crosti says:

      Vc não sabe o que um mendigo tem de diferente de você? Então vc tb não toma banho!

      Leva a mendigada toda pra comer na sua casa.

      • viks says:

        Ae Crosta, apareceu heim? Passou o medinho de apanhar ?

      • puerco says:

        Juses Crosti :
        Só continuando o assunto…acho quem não entendeu foi vc.

        Estou falando sobre a ação do segurança,é lógico que o objetivo da matéria era pra ver se o mendigo consegue ou não jantar no Restaurante.
        Estou falando que,eu,vc e todos que assitiram sabiam que era uma matéria,mas no momento da gravação o cuzão do segurança não sabia de nada ( agora já deve saber) e em nenhum momento o produtor falou que era mendigo. E ainda tinha uma mesa reservada e 500 mangos pra gastar.
        Aí vc pode falar :” Mas o segurança tbem ñ falou que ele era mendigo e tal..”.e nem precisava falar… só pela atitude já expos todo conceito dele.
        Resumindo: isto prova que DEIXAMOS o pré-conceito crescer de tal forma que as vezes tomamos algumas atitudes erradas em cima destes
        pensamentos formados = Discrimina(r)ção!

    • Aston says:

      eu quero ver é vc levar um mendigo pra dormir na sua cama e comer na sua mesa e sentar no seu sofá. vc faria isso? provavelmente não, só concordo com a parte de que existe gente sem dinheiro com dignidade muitos mais do que varios burguesinhos mesmo.

  31. BRUNO says:

    SBT sem graçaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  32. André says:

    O que mais desanima é ver pessoas comentando isso com leviandade, sem pensar no que estão dizendo.
    Se pegar um mendigo e der a ele dinheiro pra pagar e vesti-lo bem, pode; se pegar uma pessoa rica e vesti-la mal, também pode. Ou seja, o dinheiro é que vai mandar na situação?
    Qual era o problema do restaurante? Agradar a todos os clientes, ou tentar, ao menos. O que incomodaria aos demais clientes, a forma como o homem estava vestido? Que tal seria se o restaurante cedesse ao cliente “mal vestido” roupas em que este pudesse se apresentar perante aos demais, visando o bem estar de todos? Pra quê a grosseria?

    • João Paulo says:

      E restaurante agora é butique e banheiro público pra emprestar roupas e dar acesso a banho pra quem chega lá mal vestido e fedendo?
      Não entendi!

  33. EU says:

    Na moral, o cara chegar em um restaurante sujo para comer, mesmo tendo dinheiro mais que suficiente, é demais, com quinhentos reais daria pra ele comprar uma roupa simples, limpa, procurar algum lugar para um banho e depois frequentar o local, olha que mesmo assim sobraria e muito para o restaurante, eu não gostaria de comer em um lugar onde tem alguém do meu lado sujo e com mal cheiro.

    Porém, um segurança arrogante e estúpido ter uma reação como essas, é demais também, ninguém sabe o dia de amanhã, o mendigo é humano e não um animal, olha que o cara que se passou por mendigo se passou por calmo exigindo uma explicação, e quase saiu de lá com uma quente e outra fervendo, não custava nada esse estúpido explicar com calma as regras para frequentar o local.

  34. Andre Voorhees says:

    está certíssimo a atitude do segurança´em não deixa-lo entrar. Só achei errado ele não dizer corretamente o motivo de não poder ter entrado. Deveria ser sentato e dizer que devido as circustancias de higiene do indivíduo é proibido a entrada.

    SIMPLES.

  35. Lula says:

    O que está em jogo não é apenas o dinheiro, e sim a maneira de se vestir. O que está de errado, foi como o segurança lidou com a situação. O mesmo deveria advertir sobre a roupa, e não sobre o dinheiro, dando o claro motivo que é a forma de se vestir.

  36. detector says:

    O segurança deveria dizer: sinto muito mas infelizmente o senhor não está vestido apropriadamente para frequentar o restaurante.

    como é uma propriedade privada, o proprietário tem o direito de exigir roupas e comportamento adequado para o estabelecimento, sem ser racista ou preconceituoso.

  37. Aston says:

    Engraçado que quando a gente vai numa entrevista de emprego, os mais hipocritas daqui concordam que tem que ir todo engomadinho. Ai vem um cara fedido, com cobertor querer entrar no restaurante. Mesmo tendo dinheiro, mas nem no buteco aqui do lado os donos deixariam entrar, em buteco ate vende, mas sem entrar.

  38. Aston says:

    Só é engraçado que o porteiro falta bem pouco pra ele ser do mesmo nivel e estar na mesma situação de mendigo, mas só por estar numa posição de “suposto poder” ele quer desmerecer os outros e querer falar bonito cometendo varios erros de concordancia.

  39. Willian says:

    Que matéria idiota, que restaurante aceitaria a entrada de um mendigo ??? de uma pessoa mau vestida ?? dinheiro não importa, o restaurante tem que ter suas regras e deixa-las na entrada, tipo traje social, se eu fosse rico, cheio da grana e entrava de havaiana, uma bermuda uma camisa, com um rolex, todo relaxadão, teria um impacto parecido.

    Se você tivesse nesse restaurante e esse mendigo entrasse, o que você iria pensar… nossa como deixaram uma pessoa nesses trajes entrar em um restaurante nobre como esse ?

    E outra se é mendigo e tem R$ 500,00 reais porque ele não vai tomar um banho comprar uma roupa mais adequada ?

    O porteiro esta certo, mas poderia esclarecer que com aqueles trajes ele não poderia entrar no restaurante….

  40. murilo says:

    na boa não quero parecer preconceituoso nem nada mas eu não gostaria de jantar em um restaurante que eu paguei 500 conto e com um mendigo do meu lado, isso é ridiculo

  41. Moe says:

    A única coisa de anormal que notei foi que o segurança tem um nível de instrução bem baixo (culpa da administração do restaurante), afinal pra tratar com figuras da sociedade deveria exigir um mínimo de seus empregados.Tava com medo de falar que não podia entrar com aquela roupa e depois o mendingo ajuizar uma ação contra o restaurante.Da forma que fez foi totalmente indelicado e não fez jus ao nome da casa.Bastava dizer: “Senhor, este é um ambiente privado e temos uma freguesia seleta.As regras da casa exigem um mínimo de aparência para estar no local”. Afinal trata-se de um comércio e como qualquer estabelecimento do gênero precisa de fregueses para continuar funcionando.

  42. Cleiber says:

    Eu tenho um loja de informatica e lan house idependente se o cara é mal vestido se ta fedendo ou não, independente de cor qual quer coisa tendo dinheiro eu atendo do mesmo jeito e vendo da mesma forma que vendo para um bem vestido, isso e questão de respeito com o proximo todos são iguais e tem os mesmos direitos e deveres e devem ser tratados iguais

    • João Paulo says:

      Exato! Você tem uma lan house. Se você tivesse um restaurante não permitiria. Ninguém quer comer ao lado de alguém FEDENDO!
      Já os que frequentam uma lan house fechada sem ar condicionado jogando CS e que já estão fedendo não podem nem reclamar de quem vai pra lá… (Não que a sua seja assim, mas são AMBIENTES DIFERENTES…)

  43. Cleiber says:

    A matéria não é idiota eles só estão mostrando o quanto o Brasil precisa de EDUCAÇÃO, não duvido se ele ficasse ali seria tirado de la na porrada, essa é a merda de Brasil que todos nós vivemos, vcs só estão pensando em vcs msm
    se coloque no lugar!!

  44. fernando says:

    risos.. que hipocrisia.. se fosse um cachorro eles davam de comer!! tem alguem com dó, na esquina da sua casa deve ter um menos abastado, leva ele pra sua casa!!

  45. Afonso says:

    Fernando e Moe, vocês são dois babacas preconceituosos da pior espécie. Vocês representam o que há de pior na mentalidade da classe-mé(r)dia brasileira e como você tantos outros. Não lerei os outros comentários, esses dois já me causaram engulhos.
    tenho nojo de gente que pensa como vocês e mantenho afastado de pessoas como vocês e não de pessoas mal vestidas ou que vivem na rua, biltres!

    • Moe says:

      Sou da classe baixa, seu merda.Preconceituoso é você que julga ser eu da classe média pelas minhas opniões.O mundo não é um lugar colorido e cheiroso e as pessoas estão o tempo todo competindo pra continuarem vivas e manterem suas posições.Se o suposto mendigo fosse o segurança ou o dono do local faria a mesma coisa, ou você com sua ideologia de criança de primário acha que não?Ideologia só serve pra lata de lixo porque no mundo capitalista as pessoas pisam na cabeça das outras pra ficar na frente.

  46. Ramon says:

    Na boa com uns trajes daquele o cara querer entrar num restaurente de alta classe daquele é sacanagem né, que matéria mais imbecil!

  47. Roberto says:

    Como comentou muito bem o Moe, estes ambientes são para pessoas de um certo nivel, independente se pessoas menos favorecidas estão com dinheiro para pagar, este tipo de Comércio e para pessoas seletas pois paga-se caro para se ter segurança e tudo o que envolve que tem uma vida financeira de alto nivel, como comentado o Segurança sim precisa melhorar e muito, e outra coisa o que queriam provar com esta reportagem ridicula? Sem noção este povo e esta reportagem qualquer tonto sabe que para entrar neste ambiente são exigidas certas regras. Queria ver se a rede de televisão que fez a reportagem deixaria algum menos favorecido visitar as instalações dela por curiosidade.

  48. MARKO says:

    Ahhh queria ver se esse cara entraria na boa nos prédios do SBT.
    Fazem uma matéria sobre um assunto que nem eles mesmos tem uma atitude diferente!
    Que hipocrisia heim!!!

  49. Ju says:

    Alguns programas do SBT e reporters tipo Datena adoram botar os mais pobres contra os ricos. Datena adooora falar mal de rico, e tem um cache beem gordo. Isso só piora as diferenças sociais do BR…. Os menos afortunados com raiva dos ricos só pelo fato de eles existirem… Sendo que… vai ver a reação dos mais pobres se um “playboyzinho” entrar num refeitório nas periferias de SP…. Vão se encomodar, vão encarar , intimidar, etc…. Será que vão fazer uma matéria assim também ?

  50. Diogo says:

    Esse botequim deveria colocar regras claras sobre qual tipo de vestimenta é aceita no ambiente. Se não essa regra não poderiam fazer o que fizeram, muitos vão dizer “duvido que você gostaria de comer ao lado de um mendigo”, claro que não gostaria, assim como não gosto de comer ao lado de criança mal educada, fumantes, pessoas falando alto… Mas nem por isso esse tipo de gente é barrada em restaurantes… Se algum malandro quiser ganhar uma grana extra é só fazer uma reserva em um restaurante como esse, chegar lá mal vestido e ser barrado, para depois processar a casa e tentar levar alguma grana no acordo.

  51. hiqx says:

    O complicado é que esse tipo de jornalismo tende a enviesar a opinião alheia, é como aquele programa “A liga” Programas assim não podem ser considerados jornalismo, pois tendem a defender uma opinião, coisa que não é função da informação, informação é apenas mostrar algo, sem a devida polemica de instrução com segundas intenções.
    Criar consciência critica é função de programas educativos, aproveitando isso, achei a matéria bacana dentro dessa ótica. É importante criar senso crítico nas pessoas.

  52. Mariana says:

    Alguém aqui, senta pra comer na mesa de sua casa com um estado físico digno de ser chamado de mendigo? Claro que não! A questão não é ser rico ou pobre e sim limpo. Independente da classe, seja A, B, C, ninguém quer comer ao lado de alguém que esteja fedendo e pareça que não toma banho há dias. O estabelecimento é só um dos zolhões de lugares, que mesmo não sendo de alto nível como esse do Jardins, não permitem que pessoas nessas condições entrem para não inibir seus clientes. Lugar de comer, não combina com sujeira. Isso é universal. Não sejamos hipócritas. Caso contrário, saia por aí parecendo um mendigo como forma de solidariedade aos moradores de rua. Melhor! Leve-os para sua casa, para um jantar. Quem tem que dar conta de inserir essas pessoas na sociedade é o governo, não os estabelecimentos. O erro na situação é como o mendigo é tratado. O estabelecimento tem total direito de ter suas regras e padrões, mas não existe necessidade de ser grosseiro. Existem formas de ser claro sem ser agressivo.

  53. Sara says:

    Concordo com alguns que disseram que a matéria é hipócrita. Estes mesmos que dizem se escandalizar com atitudes de desrespeito são os mesmos que fecham as janelas dos seus carros para os meninos pedindo esmolas. São os mesmos que viram a cara para os deficientes e os maltrapilhos. Muito hipócrita. Além disto, o artigo é inútil, não serve para nada. Em nossas casas mandamos nossos filhos se lavarem antes de sentar à mesa. Isto não é preconceito, é higiene mesmo. Se o morador de rua estivesse vestido adequadamente, limpo (e isto não tem nada a ver com ele ter posses ou não) teria entrado numa boa. Matéria para “encher linguiça”, de quem não tem mais nada de bom prá fazer.

  54. Bruna says:

    Eu acho que todos nós somos iguais,não importa se esta cheirando mal a cor mal vestido ou arrumado,todos nós temos direitos iguais se ele tinha dinheiro,que desse comida a ele,ou se não tivesse que ajudasse o proximo……
    Eles não iam ficar mais pobres nem ricos por causa de um prato de comida!!!!!
    Eu não gostaria de ser tratada assim!!!

    Somos todos iguais fazemos besteira erramos e temos direito como qualquer outro seja rico ou pobre

  55. Eduardo Maia says:

    Por lei ele pode entra e é o que importa.

  56. tiago says:

    bom eu acho que eles fazem isso pra nao estragar o lugar,se um rico ver que o ambiente nao é da alta classe simplesmente ele vai pra outro restaurante,issu faz com que o restaurante perca dinheiro

  57. eu says:

    Deus está “vendo”. Nossas leis e costumes não são nada!
    E “nossa” casa está caindo.

  58. abraham says:

    mas se isso acontece com uma bixa todos fazem um alvoroço

  59. Thiago says:

    Legislativamente, o Restaurante esta errado. A moeda Real no Brasil tem Curso Forçado*. Se QUALQUER pessoa tiver dinheiro, um estabelecimento É OBRIGADO a lhe vender. Claro, socialmente NINGUEM quer ir em um restaurante que você paga R$250 por cabeça e sentar ao lado de uma mesa com um mendigo comendo. O restaurante prefere infringir a Lei à seus clientes.

    *É a capacidade que só a moeda tem de liquidar obrigações forçando o credor a dar quitação do pagamento efetuado. Só o Real tem curso forçado no Brasil.

  60. xisto says:

    O SBT é uma merda, eles não deixariam um mendigo entrar nem na porta do sbt vestido daquele jeito. HIPÓCRITAS.

  61. Vinne says:

    Resumindo tudo, hipocrisia e preconceito é o que há nessa matéria e tb comentários. Obviamente perante Deus e lei todos somos iguais (vide constituição) mas o vídeo mostra que não é bem assim que funciona, porém há o lado hipócrita pois ninguém iria querer realmente fazer uma refeição com uma pessoa mal cheirosa do lado seja qual for o local, seja fino ou simples e tem mais, qual o mendigo que iria dispor de uma quantia destas para jantar e ainda mais em um restaurante chiq, vejam bem, não é preconceito algum de minha parte e não sou de classe média alta. Contudo não há como eximir o jeito preconceituoso como o segurança lidou com o CIDADÃO.

  62. anonimo says:

    Todos os restaurantes chiques seguem regras de etiqueta, eu ja fui em um em paris, que eu nao pude entrar porque estava sem paleto, entao o garcom me enprestou um da sala de funcionarios.

    • eu says:

      E QUEM QUER SABER SE VC FOI OU NÃO AO RESTAURANTE EM PARIS..POBRE BRASILEIRO É FODAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!
      FOI LÁ LAVAR PRATOS??
      SOH SE FOR NEH!!!

      • Carlos says:

        Meu amigo, se vc perceber a pessoa aí de cima colocou seu nome como anônimo, portanto, nem que vc queira vc vai saber quem é que foi pra Paris ou não!!! POBRE É VC QUE CRITICA A PESSOA SEM AO MENOS CONHECER!!!!! Isso sim é um exemplo de DISCRIMINAÇÃO!!!!!
        Brasileiro é FODAAAAA!!!! Pobre de espírito!!!!!!!

  63. J.Daniel says:

    oxii… não acho errado a decisão segurança, isso é igual a entrar na escola sem uniforme, ou numa base militar de bermuda.

    • RodrigoSS says:

      mas amigo, uma coisa é entrar numa base militar que é de segurança nacional, outra é numa escola onde é restrito aos alunos e outra muito diferente é um restaurante que é público onde qualquer um pode ir. Isso é discriminação.

      • Carlos says:

        O Segurança foi um imbecil, não soube lidar com a situação, mas acho correto não deixar entrar com os trajes que ele estava!!! É só chamar de canto e convencer o cara que ali é um ambiente diferenciado e que pra entrar tem que estar no mínimo com trajes normais e não um mendigo fedido!! As pessoas tem que ter um mínimo de bom senso, se ele tinha 500,00 pra jantar, comprasse uma roupa com 250,00 e pagasse o jantar com o restante!!!! Esse tipo de reportagem é bem de gente que não tem o que fazer!!!! Ja que Cabrini luta pelos mendigos, por que não leva pra casa dele pra jantar?? Alí na Cracolandia, no centro de SP, ta cheio de mendigo!!!! Isso serve pra vc tbem rodrigo!!!!!

  64. Fúlvio says:

    É, vamos ser realistas né, até numa churrascaria rodízio das mais chulé não tem gente vestida com cobertor. Eu sei q não se deve barrar a entrada de quem quer que seja, mas isso aí é apelação, não vamos ser hipócritas a ponto de achar um absurdo o cara não poder entrar, os próprios clientes iriam achar muito estranho e a culpa nem é do porteiro, ele apenas segue as regras da casa…

  65. Fernando says:

    achei certa a razão do segurança,e a reportagem foi muito idiota pq se o segurança deixasse ele entrar iria torrar tanto o filme do segurança quanto do restaurante quem tem 500 reais pra gastar num restaurante tem pra se vestir bem tbm

  66. Fernando says:

    o q ninguem vê e q o segurança poderia ser mandado embora se deixasse de fazer o seu serviço

  67. Gabu says:

    Realmente o segurança foi imbecil,como o Carlos disse não soube lidar com a situação,mas muito hipócrita essa reportagem,queria ver se algum dos envolvidos na reportagem não se sentiria incomodado ao se sentar do lado de um mendigo em um restaurante chique.

  68. ARYSTYDE says:

    AQUI EM SALGUEIRO ESSE SEGURANÇA LEVAVA UMA CHUVA DE ESFERA DE ROLAMENTO NA CARA. ÓTARIO

  69. Bagual says:

    Caramba, como eu odeio seguranças. Odeio. Odeio. Odeio.
    Esse tipo de animal só serve para usar de seu poderzinho de m.erda para humilhar os outros. Geralmente estão em grupo, e aí se acham os caras.
    Covardes, preconceituosos, f.d.p. da pior espécie… eu adoro quando um se ferra.
    Tem dois grupos em que essa corja se enquadra: 50% são cornos e os outros 50% são f.d.p., mas a grande maioria está nos dois grupos.
    Até quando eles estão certos eu os odeio.
    Seguranças são escória da humanidade.

  70. carlos freitas says:

    Se este atendente ignorante me dissesse a metade do que falou ao cliente, com certeza ele já era.

  71. Carlos Freitas says:

    Este “leão de chácara” que está mais para um “veado de sítio” não perde por esperar. Vamos ver se é valente mesmo.

  72. Tiago says:

    Meu deus gente, quanta baboseira que eu leio…o restaurante não é público não, é particular, tem um dono, alguem que fez um investimento e muito alto…o restaurante tem regras a ser seguidas, e uma delas e não permitir a entrada de pessoas mal vestidas…ou vc iria querer jantar com a sua familia e do seu lado um cara fedendo e comendo com a mão? Existe uma difereneça gigante de uma pessoa pobre de uma pessoa relaxada ou suja… vc pode ir la com uma roupa super comum, com um tenis meio sujinho e tals, mas de banho tomado e não com uma coberta pendurada, por favor, neh??

  73. GUSTAVO FONTES says:

    moradores de rua , mendigos SAO GENTE IGUAL VCS E VCS NAO SAO MELHORES QUE ELES SUAS RAÇAS DE VIBORAS

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo