Publicidade

Publicidade
30/11/2011 - 00:04

Homem consegue voar ao lado de dois aviões a jato

Compartilhe: Twitter

Quem foi que disse que o homem não pode voar como um avião? Pelo menos para Yves Rossy, isso não é obstáculo. Preso ao seu “Jetman”, uma espécie de jato pessoal impulsionado por quatro motores de pequeno porte, o entusiasta da aviação saltou de um helicóptero e realizou uma série de acrobacias acima dos Alpes. Logo mais, dois aviões a jato juntaram-se a ele num voo sincronizado. Os três permanecerem voando a uma velocidade de 220 km/h.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Video Tags: , ,

Ver todas as notas

8 comentários para “Homem consegue voar ao lado de dois aviões a jato”

  1. vladimir says:

    que pira doida….. muito bom..

  2. Robott says:

    Breitling, relógios de aviação BEM caros.

  3. Stribus says:

    aq ta off

  4. Wilton says:

    Quero um!

  5. abzuga says:

    Vou comprar um desses no mercado livre.

  6. Facasan says:

    Eu já assisti esse filme: aí ele tromba com a asa de um dos caças e o piloto ejeta, mas o paraquedas não abre. Então, ele alcança o piloto desesperado e consegue acionar o paraquedas manualmente enquanto está na mira do outro caça…

  7. Maneiroso says:

    venha postar seus links

    maneiroso.com.br

  8. Marcelo says:

    Ícaro deve estar roxo de raiva na sepultura!!!! Porque não fui nascer nos anos 2000.

    Voar, voar
    Subir, subir
    Ir por onde for
    Descer até o céu cair
    Ou mudar de cor
    Anjos de gás
    Asas de ilusão
    E um sonho audaz
    Feito um balão…

    No ar, no ar
    Eu sou assim
    Brilho do farol
    Além do mais
    Amargo fim
    Simplesmente sol…

    Byafra-Sonho de Ícaro
    http://www.youtube.com/watch?v=wxIERN5-E8U

    Quem foi Ícaro?

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dcaro

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo