Publicidade

Publicidade
21/08/2012 - 00:03

Imagens sensacionais da National Geographic mostram o incrível poder da natureza nos EUA

Compartilhe: Twitter

A National Geographic divulgou algumas fotos de tirar o fôlego de condições climáticas que assolaram áreas nos Estados Unidos, em 2011.

A coleção de imagens apocalípticas, que serão publicadas na edição de setembro de 2012, mostra chuvas impressionantes e ondas de calor que assustaram a população. Veja algumas delas.


A maior tempestade de poeira já registrada em Phoenix, EUA, em 05 de julho de 2011, reduzindo a visibilidade a zero.


Rajadas de ventos arremessam sujeira na pista, no Texas, em 2011.


Fortalecida por um dique, uma casa em Vicksburg sobrevive a uma inundação do rio Yazoo, em maio de 2011.


Fotografia por Peter Carsten

Via

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Fotos, impressionante Tags: , , ,

Ver todas as notas

10 comentários para “Imagens sensacionais da National Geographic mostram o incrível poder da natureza nos EUA”

  1. stribus says:

    eu queria mais informação desse do dique.
    o cara ja sabia que ia inundar? é algo que ocorre sempre?

  2. Lord says:

    Não seria “fortalecida” ???

  3. Lucas Melo says:

    Sensacionais… o cara deve ter gastado um dinheirão com esse dique.

  4. EL Tosco says:

    O dique foi mais caro quer a casa…

  5. Airtista says:

    Poeiras sobem e raios caem e o povo querendo saber apenas do dique. A filha do dono da casa é vidente cambada.!!! Dá pra ver ela de vermelho meditando na varanda.

  6. Henrique says:

    O dique é a arca de Noé. só que ele não tinha madeira nem os bichos.

  7. Mile says:

    boa postagens

  8. SsioX says:

    O cara do dique provavelmente, tinha uma “chacarazinha” e o seu humilde trator sabendo da tempestade que ia vir, ele fez o que tinha que fazer, e muito bem, ele deve ser algum entendido no assunto porque eu sei que nãé tão fácil represar aguá.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo