Publicidade

Publicidade
01/11/2012 - 00:03

Diário do Curioso | 10 Boas e Más Maneiras ao Redor do Mundo

Compartilhe: Twitter

Pessoal, é com prazer que gostaria de apresentar a vocês um novo projeto que o Buteco está iniciando com algumas parcerias. O “Diário do Curioso” é um novo canal que abordará temas interessantes do nosso cotidiano, e que muitas vezes não nos damos conta.

Neste primeiro vídeo, abordamos 10 boas e más maneiras ao redor do mundo. Nunca se sabe quando você precisará sair do país ou lidar com culturas diferentes da nossa.

Gostou do vídeo? Você pode dar um “joinha” e inscrever-se no canal para ser avisado quando sair um novo vídeo.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Diário do Curioso, Video Tags: , , , , , ,

Ver todas as notas

19 comentários para “Diário do Curioso | 10 Boas e Más Maneiras ao Redor do Mundo”

  1. therock says:

    Ficou bem legal o vídeo, bem legal…o que será que tem no Brasil que poderia se encaixar com um costume curioso que não tem no resto do mundo…eu não achei resposta.

    • ONEberto says:

      Verdade, também não me recordo de nenhum costume exclusivamente nosso.

      • Márcio Jap says:

        Isso é muito relativo, mas pode apostar que existem vários. Na verdade o que aqui (no post) chamamos de costume, na realidade é um hábito. Hábito é o que vc tem e que acha normal, o que fugir disso, geralmente dos outros, acaba virando um costume. “Ah, fulano tem costume de colocar dedo no nariz!!!” Pro fulano isso é normal pq é um hábito dele, mas o que para você é nojento ou feio, se torna um costume. será que fui claro?! é que às vezes me enrolo nas palavras. Por exemplo, Brasileiro como receptivo que é tem o “hábito” de convidar pessoas “estranhas” (não com tanta intimidade) para entrar em suas casas. Coisa que na europa ou aqui mesmo no sul, não é tão frequente assim. O píor costume que eu acho que brasileiro tem é o de não conseguir ver os produtos com a PORRA dos olhos. Tem que tocar tudo. Tem que meter o dedo no pão pra ver se é do dia, amassar a fruta pra ver se tá fresca, acaba acelerando o processo de deterioração dos alimentos, e olha que não sou dono de comércio.

  2. Paola says:

    Hábitos orientais… Falou um pouquinho da França… Interessante, mas a descrição do vídeo não deveria ser “ao redor do mundo”…

  3. Jarzombek says:

    Interessante. Mas ainda bem que aqui no Brasil não temos essas frescuras.

  4. Bruno says:

    Gostei muito do vídeo, muito interessante.
    Só vou dar uma dica… Quando uma pessoa for narrar um vídeo, ela tem que manter uma altura de voz constante, e falar de forma que entendamos todas as letras, sílabas etc…
    Neste vídeo, mesmo sendo muito bacana, tive que voltar algumas vezes por não entender algumas palavras que o cara falava, quando no final da frase, ele comia o som de algumas palavras….

  5. Fernanda says:

    Muito bom o vídeo.O engraçado é que fiz um trabalho ontem sobre diferenças culturais.Seria ótimo ter passado o vídeo durante o trabalho.

  6. dri says:

    nossa, cada besteira essa cultura de fora.

  7. Akio says:

    enfiar o arroz com hashi? ato de sacrificio? esse doidao ai precisa viajar mais..kkkkkkkkkkkkkkk
    na verdade isso eh feito em funerais, pega se um tchawan com arroz, coloca se o hashi e deixam de oferenda no tumulo da pessoa!

  8. Daniel says:

    Legal o video, eu moro no Japão e além de tudo postado ai no video você também não pode entrar de sapato dentro de casa, ou vai descalço ou compra uma suripa que é um calçado próprio Pra andar dentro de casa…

    Quanto ao aperto de mão nas Filipinas é mentira, minha esposa é filipina e disse que não tem nada a ver… Mas é claro que um aperto de mão muito forte é desagradável em qualquer parte do mundo, né… Hehe

    Ótimo post.

    Abraço

  9. ótimo vídeo, bem interessante. parabéns!

    • victor says:

      No Brasil os homens podem cumprimentar mulheres (mesmo casadas e acompanhadas do marido) com dois beijinhos no rosto; mulheres podem cumprimentar outras mulheres com dois beijinhos no rosto; homens não se cumprimentam com dois beijinhos no rosto, mas se no cumprimento só apertarem a mão, é considerado um gesto frio e as vezes pouco simpático, aí é normal dois homens darem tapinhas nas costas, no peito e até mesmo se abraçarem mesmo sendo desconhecidos. Acho que isso deve ser meio estranho pra quem não é do Brasil.

  10. william haddad says:

    simpeslmente espetacular teu post. talvez não seja o melhor dos melhores mas para mim que repeito os costumes de todos os meu irmão humanos e embora eu não vá viajar para todos estes lugares aprendi um pouco mais sobre o nosso comportamento….. respeito e costumes

  11. Fudencio Jr says:

    Pó para!!!! tem que levar em conta que um turista em um país diferente não é obrigado a seguir estas milongueras frescuras, leva-se em conta que ele é apenas um fostasteiro nao sendo obrigado a seguir estas bobagens toda!

  12. kilson says:

    Show de bola. Essa voz narrando eu conheço, puxou ao irmão mais velho kkkkk, que por sua vez puxou ao pai, e olha que não parou aqui, seu sobrinho está com o mesmo timbre. Acho até que está na hora de fundar uma rádio. Parabéns, vai ser um ótimo canal.

  13. carol says:

    no brasil oq é normal pra nós e estranho pros outros é tomar banho todo dia, raspar totalmente as partes intimas e descolorir os pelos da perna inves de raspar, acho que só isso

  14. Rafael says:

    Curioso e interessante saber dessas diferentes maneiras no arredor do globo. Buteco também é lugar de cultura!

  15. Takuan says:

    Vira e mexe o Humberto ensaia o início de uma série de vídeos mas acaba desistindo no meio do caminho. Uma pena, já que este blog tem um direcionamento menos apelativo e mais informativo que a grande maioria de blogs que poderiam ser considerados da mesma esfera: blogs de “humor”. Torço para que desta vez a série se consolide.

  16. luiz fernando says:

    aqui no brasil, nosso habito é de matar pessoas nas ruas, nas suas casas. nosso habito é viver com medo de bandidos e reféns de politicos corruptos.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo