Publicidade

Publicidade
05/12/2012 - 00:02

O que o vício por um jogo faz com uma pessoa

Compartilhe: Twitter

Um rapaz resolveu postar no youtube um vídeo no qual faz um desabafo triste – alguém roubou seu usuário num jogo chamado League Of Legends. Durante o vídeo, ele afirma que trabalha para sustentar seu “vício” e que gasta R$ 300 com o game.

Eu só queria jogar um lolzinho

Via Não Salvo

Autor: - Categoria(s): fail, Video Tags: , , , ,

Ver todas as notas

10 comentários para “O que o vício por um jogo faz com uma pessoa”

  1. Mario says:

    Deixa de ser burro e aprende a fazer senha!

  2. Pois é says:

    Acho todos os jogos desse tipo o maior porre, o troço chato.
    e esse cara tb, chato

  3. Rodrigo says:

    Falar mal do cara é fácil, mas só quem já foi hackeado sabe o desespero que é. =/

  4. Sidnei Santos says:

    Larga o jogo e arruma uma namorada e ve se não deixa ele ser hackeada rsrs.

  5. Caco says:

    Faz um vídeo e chora também Rodrigo kkk

  6. letbodiesfloor says:

    para quem nao joga, é facil criticar o cara. Tá certo ele ta exagerando….mas se depois de 40 e tantos dias, depois que cheguei na aguia 100 no battlefield e alguem roubasse minha conta eu queria matar,,,,,

  7. Vimprio says:

    Gasta 200 em um curso de informatica e aprende a se manter seguro idiota….

    APRENDE!!!!

  8. Nica says:

    O fato do cara ter ter enfatizado que a situação é realmente difícil não quer dizer que ele lidaria do mesmo modo, aff
    e ele é seguro o suficiente pra defender o cara sem receio de ser acusadinho de ser igual e fazer a mesma coisa

  9. Heloisa says:

    Lezi da uma olha nesse video você pode achar que é bobagem, mas é bom é bom pra caralho kkkkkkkk

    Falando serio seu nivel de vicio já ta assim?

    =P

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo