Publicidade

Publicidade
02/08/2013 - 00:02

A última vez que um brasileiro venceu na Formula 1…

Compartilhe: Twitter

Faz 4 anos que o Brasil deixou de ser uma das forças na Formula 1. Talvez, por isso, não se vê mais tantas pessoas na frente da TV aos domingos como antigamente. A última vez que um brasileiro venceu na Formula 1…
f1
A título de curiosidade, o último brasileiro a vencer na Formula 1 foi Rubens Barrichello, em 13/09/2009, em Monza, na Itália.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , ,

Ver todas as notas

3 comentários para “A última vez que um brasileiro venceu na Formula 1…”

  1. stribus says:

    pegou no pé do vasco, kkkk

  2. ANTI FORMULA 1 says:

    FODA-SE FORMULA 1 !!!

  3. Marcelo says:

    Nova geração, só fiasco…

    No momento em que um país passa a ter pilotos pagantes como Bruno Senna e Luiz Razia…está tudo acabado!!!

    O sobrinho não vingou porque era muito ruim, no caso de Razia seu patrocinador deu cano, ele sequer estreou no mundial. Bom lembrar, Razia não ia chegar como fora de série, pra piorar ia correr por uma equipe “nanica”, mas nem isso conseguiu.

    Abaixo o fiasco de Bruno Senna na Formula 1, ele sequer conseguia bater o companheiro de equipe que nunca foi uma obra-prima, pelo menos, Maldonado era arrojado fez pole e venceu um GP.

    Batalha de Grid: Maldonado 15×5 Bruno(no relógio ficou 18×2 para Maldonado, Bruno só bateu o companheiro na pista em duas classificações, Bahrain e Canadá), nas outras três MON/ITA/BRA, dependeu de punições de Pastor pra largar a frente. Batalha pelo “Q3″: Maldonado 13×1 Bruno(o venezuelano se classificou entre os seis primeiros em 7 oportunidades). Vitórias: Maldonado 1×0 Bruno, Poles: Maldonado 1×0 Bruno, Pódios: Maldonado 1×0 Bruno. Colocação final no Mundial: 15º) Maldonado,45 pontos. 16º) Bruno,31 pontos.

    Dos times que se equivaliam no meio do pelotão em 2012(Sauber,Williams e F.India), Perez se destacou durante o ano conquistando; 2º,3º,6º,2º. Kobayashi fez; 6º,5º,4º,3º,6º(um absurdo japa ficar fora da F-1). Di Resta fez; 7º,6º,7º,7º,4º. Hülkenberg fez; 5º,4º,7º,6º,5º. Maldonado fez história com pole e vitória em um time mediano, conquistou ainda um 5º lugar, em classificações sempre surpreendeu:

    1ºlugar-ESP
    3ºlugar-EUR
    5ºlugar-ALE
    3ºlugar-BEL(com punição caiu para 6º)
    2ºlugar-CIN
    3ºlugar-ABU
    6ºlugar-BRA(com punição caiu para 16º)

    O problema é que a Williams fez um péssimo carro em 2013, no final das contas Maldonado jogou grana fora apostando na Williams, devia ter procurado equipe melhor.

    Já Bruno Senna(no geral) é o que conseguiu os piores resultados no meio do pelotão, em classificação chegou a ser bizarro! O máximo que Bruno fez em corridas foi: 6º,7º,7º(não levei em conta de 8º a 10º porque isso já era obrigação entre Sauber, Williams e F.India). Até pra superar os pilotos da fraquíssima Toro-Rosso o sobrinho sofreu em 2012.

    Meteram tanto o pau nos erros Maldonado, mas “Bruno-chicane-ambulante” se enroscou várias vezes em 2012:

    AUS(2x),MAL(1),CHN(1),ESP(2x),EUR(1),ALE(1),ITA(2X),CIN(1),JPN(1),ABU(2),BRA(1) muita coisa! Fora as pixotadas em treinos-livres e classificações. Em Cingapura foi um show de besteirol, Bruno chegou a bater no mesmo lugar por três vezes, na corrida tocou no muro, dessa vez de pneu. Evidente que pegaram Maldonado como bode expiatório, mas Bruno também devia ser monitorado durante o ano, por pouco não fica marcado com “cagada-histórica”, quase tirou o tricampeonato de Vettel em Interlagos. Em 2012 sobrinho se envolveu em vários acidentes com pilotos anos-luz a frente: Massa, Schumacher, Kobayashi, Grosjean, Rosberg e Vettel. Bruno não mostrou capacidade de andar no top 10 com certa regularidade, sempre levava um junto em uma bela pixotada.

    O tio deve esta se revirando no túmulo, estamos falando de uma campeonato mundial, o piloto já tem que chegar preparado. Não tem esse papo de “eterno ano de aprendizagem”.

    Sorte do sobrinho que existe piloto pagante senão ele nem chegaria na F-1. E não adianta fazer dramas, vindo de um país que se lixa para o esporte a motor(parte de investimento), Felipe Massa esta de bom tamanho. Se conformem, atualmente o Brasil apenas PARTICIPA da categoria máxima do esporte a motor. Palmas para a Alemanha que investiu em seus pilotos de base(monoposto), o resultado esta aí na pista com Vettel, Rosberg e o promissor Hulkenberg…

    O legado de Michael Schumacher esta em boas mãos…

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo