iG

Publicidade

Publicidade
04/10/2013 - 00:03

Fetiches muito loucos espalhados pelo mundo

Compartilhe: Twitter

Dá pra imaginar que algumas pessoas têm desejos bem estranhos, tão estranhos que a gente consegue até catalogá-los? Veja neste post…
parafilia_01

Agalmatofilia: Fetiche por estátuas.


.
.
.
parafilia_02

Oculolinctus: Beijo no globo ocular.

.
.
.
parafilia_03

Dendrofilia: É um tipo de parafilia onde há a atração sexual por frutas, legumes, árvores, etc.

.
.
.
parafilia_04

Apotemnofilia: É uma parafilia caracterizada pelo desejo de se ver amputado em uma ou mais partes do corpo.

.
.
.
parafilia_05

Lamber maçanetas: Uma tendência japonesa que se transformou em um fetiche

.
.
.
parafilia_06

Plushophilia: Atração sexual por animais de brinquedo de pelúcia

.
.
.
parafilia_07

Formicofilia: Consiste exatamente em ter orgasmo sendo picado por formigas em seus genitais ou mamilos.

.
.
.
parafilia_08

Infantilismo parafílico: Excitação sexual com base em vestir-se ou ser tratado como um bebê, também conhecido como autonepiofilia.

.
.
.
parafilia_09

Teratofilia: É quando alguém está ligado por pessoas deformadas ou monstruosas.

.
.
.
parafilia_10

Frotteurismo: Prazer em esfregar-se contra uma pessoa sem seu consentimento, como por exemplo nos transportes públicos.

.
.
.
parafilia_11

Hibristofilia: Desejo que liga criminosos, especialmente por crimes cruéis ou ultrajantes.

.
.
.
parafilia_12

Olfactofilia: Desejo que liga pessoas através de certos cheiros.

.
.
.
parafilia_13

Clismafilia: Prazer em dar ou ter enemas.

.
.
.
parafilia_14

Piquerismo: Busca de prazer por esfaquear e cortar um corpo com objetos cortantes.

.
.
.
parafilia_15

Tricofilia: Obsessão sexual com cabelos.

Via

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Curiosidade Tags: , , ,

Ver todas as notas

24 comentários para “Fetiches muito loucos espalhados pelo mundo”

  1. Léo Cerol disse:

    Interessante :)

  2. Vô Maza disse:

    Atualmente, inventa-se uma doença/síndrome/transtorno pra explicar tudo. Não sou especialista, mas, a meu ver, muitos dos casos citados são de demência. A pessoa bate a cabeça na parede: síndrome tal; a pessoa fala com caranguejo quando vai à praia: transtorno X.
    Um exemplo: Quando eu era criança, não existia hiperatividade, transtorno de déficit de atenção e afins. Neste caso, acredito que muita coisa é inventada para desviar o foco da má educação dada pelos pais e escolas, a fim de jogar a culpa em uma doença.

    • tha disse:

      concordo plenamente!!

    • Leo disse:

      Concordo com vc, pois, sendo assim, poderíamos dar um nome para todo comportamento escroto que vemos na sociedade, como a covardofilia (doença que ataca, por exemplo, os policiais militares no Rio de Janeiro), a roubalheirofilia (dos políticos), a brasileirofilia (mania de querer se dar bem em tudo) etc. e por vai…

    • Carolina disse:

      Na verdade, amigo, acredito que a medicina tenha evoluído um tanto desde que você era criança (julgando pelo nome que aparece em seu comentário). Alguns desses transtornos que você usou de exemplo como “coisa inventada para desviar o foco da má educação dada pelos pais e escolas” tem, na verdade, bases fisiológicas. Trocando em miúdos, equivale a dizer que são problemas com neurotransmissores ou estruturas físicas ligadas à transmissão de impulsos elétricos no cérebro. Já os casos citados são classificações de comportamentos que muitas vezes tem um fundo psicológico; são baseados em situações que aconteceram ou deixaram de acontecer antes mesmo de o indivíduo ter consciência do impacto disso em suas vidas, moldando dessa forma seu caráter e suas atitudes.

      • Leo disse:

        Pode até ser que uma parte seja doença – até pq lamber maçanetas não faz mal pra ninguém, anão ser para o “lambedor” -, mas em grande parte, é desvio de caráter, de formação moral, de racionalidade.
        Como por exemplo, o cara que fica tentando te encoxar dentro do ônibus ou do metrô…
        Há poucos dias no RJ, um imbecil estuprou e matou uma menina de 9 anos. Qual o seu diagnóstico?? Doença??
        Câncer na sociedade, só se for… Precisa ser extraído a fórceps!!!
        E antes que vc seja preconceituosa novamente, não sou um velhinho. Tenho 37 anos.
        A medicina evoluiu, concordo, mas médicos e psicóloucos estão cada vez mais retrógrados como seres humanos…

        • sah disse:

          chamou o cara de preconceituoso, mas só pelo seu ‘psicoloucos’ o unico preconceituoso & Ignorante é vc !

          • Leo disse:

            Não foi o cara a quem chamei de preconceituoso. Foi a Carolina. Primeiro preste atenção ao que está lendo primeiro pra entrar no assunto com propriedade, ok? Não adianta só ficar se doendo…

        • Harthur disse:

          O comentário da Carolina era referente ao do Vô Maza(por isso a a referência a possível idade avançada), não entendo o porquê tanta agressividade.
          A Carolina não foi em nenhum momento preconceituosa.

          Tudo bem, vamos pensar um pouco.
          Você quer que todas essas atrocidades acabem, não é?

          E de preferência, que as pessoas que poderiam acabar cometendo esses crimes sejam paradas antes de cometê-los,certo?

          Para que isso possa um dia acontecer é necessário entender o que aconteceu com essa pessoa, se o que ela tem é de base fisiológica ou é psicológica,saber o que a motivou a fazer isso.

          A mente humana é algo muito complexo e a psicologia que você tanto denigre é essencial para que possamos PREVENIR novas atrocidades tratando as pessoas.

          Julgar e condenar as pessoas que cometeram crimes é fácil, mas não ajudará em praticamente nada, já que novas apareceram logo se não forem tratadas.

          • Leo disse:

            Ok, Harthur. Qdo vc estiver sendo encoxado no ônibus ou no trem, além do “tamanho do celular” do indivíduo, vc poderá analisar o que o motivou a fazer isto… rsrs
            E dê ao cara pelo menos 45 minutos pra sair de trás de vc…

    • Guerreiro Asteca disse:

      Falou tudo!

    • Alex Carvalho disse:

      É exatamente isso, hoje em dia todo mundo é coitadinho, ninguém é mais responsável pelo mal comportamento e falta de educação, reflexo de pais fracos, que não conseguem disciplinar a si mesmos que dirá seus filhos, e dão desculpas de sua incompetência nestas doenças ai, ensinam as crianças a ter e não a ser, e por isso nossa sociedade está a cada dia mais covarde, doente e alienada.

    • fabin disse:

      Escola não tem o papel de educar, no sentido que você se referiu (educação para a vida). Escola tem a função de ensinar matérias, você que está desviando o foco da RESPONSABILIDADE DOS PAIS.
      Se liga espertão.
      Uma professora que ensina além da parte técnica, tá sendo na verdade heroína, fazendo um extra, já que essa NÃO É FUNÇÃO DELA.
      Ela é paga para ensinar MATÉRIAS.
      Se ligou-se?

  3. Alex Ferrol disse:

    Falta de porrada na infancia…..

  4. Natan disse:

    “Busca de prazer por esfaquear e cortar um corpo com objetos cortantes.”

    Cortar com objetos cortantes… Jura????

    • Leo disse:

      KKKKKKK… chorei!!
      E o mesmo transtorno do cara que tem desejo por lamber corpos com a língua… rsrs

  5. Carla disse:

    Eu tenho fetiche por energia sexual, sinto desejo de dar ou tirar energia ao meu parceiro sexual, lógico que sei que nada disso existe mais me satisfaz.

  6. João Paulo disse:

    Interessante que não vem nenhum defensor ferrenho do politicamente correto(geralmente esquerdistas) Nos TAXANDO dE PRECONCEITUOSO, “BIZARROFÓBICOS” da vida, quem diz que isso é coisa de louco..

    Ninguem me tirar da cabeça que esses comportamentos que sai do natural, do PADRÃO.. é algum problema de criação, de infância, fatores ambientais..

    • Murilo Rodelli disse:

      Também estranhei o silêncio desses mentecaptos, que são muito, mais muuuuuito mais doentes mentais, que esses citados no artigo. E são sempre esquerdistas. Não são “defensores ferrenhos do politicamente correto”, são comunistas pura e simplesmente (marxismo cultural). Mesmo quando a pessoa diz que não é de esquerda, ela é mesmo assim, só que sofreu lavagem cerebral.

  7. fabin disse:

    Eu tenho Bolcetofilia: Fetiche por…
    .
    .
    .
    Bolsas… Pequenas…
    :)

  8. Verdadeiro disse:

    Pra vergonha na cara não existe sindrome nenhuma.

  9. Mayara disse:

    Faltou Estigmatofilia – atração por tatuagens, piercings, cicatrizes, modificações corporais e sacrifícios em prol da “arte” (suspensão corporal, por exemplo).

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo