Publicidade

Publicidade
12/05/2014 - 13:27

Major da Polícia Militar desabafa com repórter e fala sobre pena de morte

Compartilhe: Twitter

policial_desabafa
Um major da Polícia Militar da Bahia resolveu desabafar para um repórter de TV sobre o tratamento dado aos bandidos. Major Estrela, como é conhecido, disse que só atira em bandido que reage e que é a favor de pena de morte para bandido rico. Veja o vídeo.

Não reaja, meu objetivo aqui não é matar ninguém, meu objetivo é prender. O marginal que não reage, é preso e algemado na minha área. Mas, se reagir, será o cajado pesado da Lei. Sou a favor de pena de morte pra bandido rico e político ladrão

Autor: - Categoria(s): Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

16 comentários para “Major da Polícia Militar desabafa com repórter e fala sobre pena de morte”

  1. Marcelo says:

    Apoio total ao Major Estrela, parabéns!!!

  2. Leonardo says:

    Fez merda tem que pagar, seja pobre ou rico!

  3. Jhonatan says:

    Pena de morte só para bandido rico? Por quê? Bandido pobre tem mais direito que bandido rico? Claro que não, a lei tem que ser para todos. Quanto a pena de morte pra político ladrão, eu sou a favor, pois corrupção é crime federal e atentado contra a nação.

  4. Lerolero says:

    Quanta asneira…

  5. Hans says:

    Pra mim ladrão que rouba muito, que mata, que estupra, que rouba dinheiro público, que segue carreira política e/ou pública pra ficar rico tem que ser morto com tiro na nuca em praça pública, como fazem na China.
    Independente de ser rico ou pobre, ou de ter sido pobre.

  6. romeu leite says:

    e por ai mesmo, quem erra esta conciente do mal que esta causando,e por isso tem que aguentar as consequência, seja como for

  7. Mothafucka says:

    Pena de morte sim, mas pra impunidade, ela é o bandido que vem roubando o Brasil e as pessoas de bem. Nem nosso super herói Joaquim Barbosa tem poderes suficientes pra acabar com ela. Você pula catraca ? fica com o troco a mais ? Sai sem pagar ? Usa carteirinha falsa pra pagar meia entrada ? Você tem o político que merece então.

    • Carla says:

      Pois e, as pessoas vivem cobrando honestidade dos politicos, mas no dia-a-dia cometem uma serie de atitudes tao questionaveis quanto! Quer cobrar honestidade, seja honesto primeiro.

  8. Paulo says:

    Concordo sobre pena de morte pra bandido rico TAMBÉM. Afinal, no discurso completo do major, ele também e referiu a “bandido pobre”. O problema é pegar e condenar o bandido rico…

  9. Márcio Costa says:

    Major Tacoberry, é isso ai meu camarada, a sociedade tá com você!

  10. zuan tegossi says:

    É que o brasileiro é mesmo um povo malandro, autodepreciativo, vagabundo por natureza e sem orgulho algum. Concordo que o “zé povinho” cobra honestidade, mas adora a prática do famoso “jeitinho”….

  11. Carlos says:

    Bandido pobre que não tenha matado, tudo bem. Prisão sem mordomias. Mas se ele torturou ou matou, tem que ser pena de morte sim!.

  12. Cleiton Gomes says:

    Parabéns, major.
    Apesar do que diz a grande mídia tenho certeza que muitas pessoas, muitas mesmo, concordam com você.
    Arrisco até a dizer que é a maior parte da população do Brasil, que está cansada da impunidade, e a consequencia disso já estamos vendo, em alguns linchamentos noticiados.
    Só acrescentaria a sua lista os autores de crimes hediondos e psicopatas que matam, esses não têm jeito, são irrecuperáveis.

  13. Cleiton Gomes says:

    Entendi o ponto de vista do major, Jhonatan.
    É evidente que quem erra tem que pagar pelo erro, mas quem é bem nascido, tem e sempre teve dinheiro e rouba por diversão e adrenalina realmente merece uma pena mais pesada do que quem rouba pra se alimentar, rouba por necessidade.
    E concordo com castigos pesados pra político safado também. O (nosso) dinheiro desviado por eles para o próprio bolso deixa de ser aplicado na saúde, na educação, na segurança pública ou em obras e projetos que que beneficiem o povão, ou seja, quem realmente precisa.

  14. macir says:

    esse fala com estrutura,

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo