Publicidade

Publicidade
27/06/2014 - 00:00

Imagem do Dia: A ressonância magnética de um homem de 406 kg

Compartilhe: Twitter

gordo_ressonancia
Uma imagem chocou o mundo esta semana. Ela mostra o resultado da ressonância magnética de um homem obeso de 406 kg.

Segundo especialistas, se a imagem realmente for verdadeira, ela deve ter sido realizada em um equipamento 3D, dada a possível dificuldade do paciente entrar em um aparelho comum de ressonância.

O curioso é perceber como os ossos parecem frágeis para toda aquela carne.

Crédito

Autor: - Categoria(s): Imagem do dia Tags: , , ,

Ver todas as notas

11 comentários para “Imagem do Dia: A ressonância magnética de um homem de 406 kg”

  1. anon says:

    Esse nao pode dizer que “tem ossos largos”.

  2. Robbot says:

    Parece o virtuoso de Leonardo da Vinci, só um pouco mais cheinho.

  3. Antonio says:

    Caramba…
    Sem palavras.

  4. Yes says:

    Acho que isso é verdade… Meu chefe me contou que o médico dele disse-lhe que pela ressonância era possível ver que ele tinha pelo menos 50 cm de gordura em cada lado do corpo. E ele pesa 150kg. Nossa, olhando fica ainda mais chocante.

  5. G I A N says:

    CARNE?!?!

  6. Rafael says:

    Carne não, banha. Deveria ter uma imagem de reconstrução também na janela de músculo para ver como os músculos também ficam imprensados no tecido adiposo.

  7. José Augusto says:

    É falsa, olha o intestino do cara (em azul). Um obeso desse tamanho tem o intestino bem dilatado

  8. Faustino says:

    Eu acho que é fake. Parece que o corpo tá de frente, e a cabeça tá aparecendo a nuca.

  9. J.Paulo says:

    Por essas e outras que vemos o milagre que foi feitos esses ossos sendo tão finos e aguentando tanto peso =D.

  10. Edpo says:

    em um equipamento 3D dada a dificuldade de um obeso entrar numa máquina de ressonância ou devido ao fato dele estar de braços abertos?

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo