Publicidade

Publicidade
23/07/2014 - 00:01

Para ganhar fama, modelo tatua palavras em todo o rosto

Compartilhe: Twitter

vin_los_02
Este é Vin Los, um modelo canadense de 24 anos que quer se tornar o homem mais famoso do mundo. Suas armas? Várias, inúmeras tatuagens espalhadas pelo corpo – sobretudo o rosco – com palavras de efeito.

Sim, apesar de ter os atributos necessários para vencer apenas pelo corpo, Los tatuar coisas como “fama”, “grite meu nome”, “sexo”, “me olhe”, em seu rosto.

E parece que está conseguindo realmente chamar atenção, talvez não da maneira como gostaria, pois continua trabalhando num mercado, mas ele já virou notícia no país inteiro.

vin_los_01

vin_los_03

vin_los_04

vin_los_05

vin_los_06

vin_los_07

vin_los_08

vin_los_09

vin_los_10

vin_los_11

vin_los_12

vin_los_13

Autor: - Categoria(s): Bizarro Tags: , ,

Ver todas as notas

6 comentários para “Para ganhar fama, modelo tatua palavras em todo o rosto”

  1. Renata says:

    Homem bonito que quer chamar a atenção com tatuagens que parecem ter sido feitas na cadeira… É isso aí!

  2. Robbot says:

    Esqueceu a palavra mais importante.
    “Punch my face!”

  3. Bruno says:

    Olha, acho que ganhou a fama mesmo…
    A fama de retardado.

  4. Paulo says:

    Deveria tatuar a palavra “otário”. Mas como é inglês talvez ficasse bom “sucker”, “loser”, “idiot”.

    Ou melhor ainda, poderia tatuar aquele desenho do pintobunda, o dickbutt. Aí sim, ficaria joia!

    Tá aqui o dickbutt para quem quiser ver:

    http://i1.cpcache.com/product_zoom/617914532/dickbutt_2_ceramic_travel_mug.jpg?height=250&width=250&padToSquare=true

  5. marcos says:

    Deveria ter tatuado: preciso de atenção, se quer saber, culpe meus pais.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo