Publicidade

Publicidade
31/07/2014 - 13:48

Garoto na Líbia aprende a usar um RPG

Compartilhe: Twitter

foguete
Um sujeito lá na Líbia levou o garoto para um passeio na praia e ensinou a usar um RPG, uma espécie de lança-granada.

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

7 comentários para “Garoto na Líbia aprende a usar um RPG”

  1. Jonas says:

    O moleque fica em pé, sem base nenhuma e não cai depois do disparo? Uma arma desse tamanho sem recuo para derrubar um piá desse tamanho? Sei não heim…

  2. comentarista says:

    Filhinho é assim que se dá bom dia para os nossos queridos vizinhos 🙁

  3. edu says:

    E assim surge um futuro terrorista.

  4. Felipe says:

    No caso a RPG é um lança-míssel, ele é usado contra tanques de guerra, normalmente chamado de anti-tank.
    O recuo disso é absurdo, se precisa apoiar uma das partes dela no peito para que ela não saia voando, faria essa criança sair voando fácil, fácil.. Vídeo provavelmente é fake.

  5. Wander DS says:

    O moleque alem de terrorista é super humano, não levar nenhum tranco ao segurar um ‘lança foguete’ desses é coisa de Hulk!

    FAKE! é só uma bomba de fumaça que ele solta…

  6. Vini says:

    Aos especialistas de plantão:
    O dispositivo foi projetado pra contra balancear o “coice”, expelindo gases da primeira combustão pra trás do suporte de ejeção. Todo treinamento baseia-se na primeira regra de não ficar atras do dispositivo assim como nos modernos Javelins dos norte-americanos.

    • Alexandre says:

      Falou tudo.
      Pessoal tem mania de falar sem saber.
      A ‘culatra’ é aberta, não dando nenhum recuo.
      Apenas armas com culatra fechada tem recuo.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo