Publicidade

Publicidade
10/12/2014 - 00:01

Artista pinta quadros com pincel feito de pelos retirados da vaginas

Compartilhe: Twitter

pincel_00
O artista belga Peter de Cupere realmente gosta de uma polêmica. Depois de criar uma estátua da Virgem Maria que exalava cheiro de vagina, ele resolveu criar um pincel usando pelos retirados de vaginas de mulheres de diferentes etnias.

A ideia, segundo o próprio Peter, é mostrar que existe um grande tabu na nossa sociedade. “Não existe nada mais criativo do que começar um quadro em branco e pincelar seus desejos com cheiro de vagina”, disse ele.
pincel_01

pincel_02

Crédito

Autor: - Categoria(s): Bizarro, Inusitadas Tags: , , ,

Ver todas as notas

10 comentários para “Artista pinta quadros com pincel feito de pelos retirados da vaginas”

  1. Wagner says:

    Putz… Se for mesmo, essas mulheres devem ter ficado anos sem depilar! Nem meu cabelo é desse tamanho ai!

  2. Rodrigo says:

    Seria esse um “pinceta”?

  3. Cleivoíldson Zica da comunidade says:

    Cadê os quadros pintados com pentelhos?

  4. Paulo M.S. says:

    Claudia Ohana é a fornecedora de matéria prima!

  5. Carlos says:

    Quer ficar famoso ?? Começa a deixar crescer pelos do cu..

  6. Geyson Monte says:

    Realmente ONEberto, a curiosidade ficou em ver os quadros. Mas tem pomposa ali que desde que nasceu nunca depilou. Abração.

  7. Taliba says:

    esse quadro deve ter ficado uma buceta

  8. Pedro says:

    “Não existe nada mais criativo do que começar um quadro em branco e pincelar seus desejos com cheiro de vagina”

    Poxa, essa cara gosta mesmo de vaginas !!

  9. tiagom says:

    Ia ser legal se vocês fizessem as pesquisas direito pra falar na íntegra acerca do trabalho do cara e tal…. Recomendo a leitura do site do próprio artista, pra começar: http://www.peterdecupere.net/index.php?option=com_content&view=article&id=149:the-paintbrush-of-gustave-courbet&catid=1:exhibition-news&Itemid=98

  10. Nelsinho says:

    Deve ficar bonito pra caralho!

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo