Publicidade

Publicidade
22/12/2014 - 14:00

Fotos da II Guerra Mundial que foram coloridas, tornando-as ainda mais reais

Compartilhe: Twitter

Estas fotos mostram momentos vividos por homens na II Guerra Mundial, com um detalhe bem legal… todas coloridas pelo computador, dando uma visão bem interessante da guerra.

Grupo de soldados americanos inspecionando um blindado alemão
fotos_guerra_01

Soldados americanos dirigindo jipes através de uma cidade não identificada e quase completamente destruída, Itália, em 1944
fotos_guerra_02

Grupo de Curtiss P-40 Warhawks voando próximo das ilhas Aleutas, no Alasca, em 1944
fotos_guerra_03

Recrutas e estudantes sentados na ponta do rio Tâmisa, Inglaterra, maio de 1944
fotos_guerra_04

Tripulação de um B-26 Marauder fora do seu avião, apelidado de Ginger, em 1944
fotos_guerra_05

Comandante Supremo Aliado americano Dwight D. Eisenhower, seu vice, Marechal do Ar Arthur Tedder, e o principal comandante das forças terrestres aliadas na Europa, o general britânico Bernard L. Montgomery, em um blindado nos EUA
fotos_guerra_06

Plataforma de lançamento do USS Lexington, em rota perto de Nova Guiné, início de abril de 1944
fotos_guerra_07

Destaque de um Douglas SBD Dauntless polotado pelo tenente americano George Glacken
fotos_guerra_08

Soldados americanos deslocando uma grande bomba em um depósito de munições, em 1944
fotos_guerra_09

Tropas americanas descarregando suprimentos
fotos_guerra_10

Soldado descansando
fotos_guerra_11

Soldado americano não identificado comendo sua refeição (que incluía frango, purê de batatas, pão e abacaxi) em cima de munição armazenada, Inglaterra, 1944
fotos_guerra_12

Caminhões do exército americano estacionados ao lado da fonte St. Lucia, em 1943
fotos_guerra_13

Trabalhador da Electric Boat Co., em 1943
fotos_guerra_14

Soldados britânicos e sul-africanos segurando a bandeira nazista como troféu, enquanto engenheiros de combate limpam o caminho entre os escombros da cidade bombardeada de Cassino, em 1943
fotos_guerra_15

Engenheiro separando latas de TNT sob a extremidade de um tanque alemão abandonado, 1943
fotos_guerra_16

Uma equipe americana aguardando ordem para abrir fogo, em 1943
fotos_guerra_17

El Guettar Valey, Tunísia, 1943
fotos_guerra_18

Membros de um bombardeiro B-17 fazendo últimos ajustes antes da missão, em 1942
fotos_guerra_19

Cadetes na Estação de Treinamento Corpus Christie Naval Air
fotos_guerra_20

Curtis Wright Lloyd (centro) discutindo seus planos antes de de ataque, 1941
fotos_guerra_21

Soldado alemão dirigindo jeep Willys MB, pouco antes de os Estados Unidos se juntarem à Guerra
fotos_guerra_22

Três fuzileiros navais norte-americanos conversando a bordo de um navio não identificado, durante manobras próximo ao Havaí, em 1940
fotos_guerra_23

Equipes tentando ajudar avião que fez pouso forçado no porta-aviões, em 1940
fotos_guerra_24

Tripulação a bordo de porta-aviões recebendo instruções durante as manobras da Frota do Pacífico, em 1940
fotos_guerra_25

Fotógrafo em pé em frente ao Pappy Pram, um dos B-26 usado na guerra
fotos_guerra_26

Piloto norte-americano não identificado meditando no cockpit de seu avião na pista da base naval de Midway, em 1942
fotos_guerra_27

Crédito

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Fotos Tags: , ,

Ver todas as notas

15 comentários para “Fotos da II Guerra Mundial que foram coloridas, tornando-as ainda mais reais”

  1. seria legal o antes e o depois “preto > branco” mas quem deu cor a essas imagens ta de parabéns

  2. Mauro says:

    Nos créditos da segunda foto está informado que são aviões P-40, mas na verdade são B-24 Liberator.

  3. Alexandre says:

    Porque do mostrar os americanos se tidos que admiram a historia da segunda guerra mundial gostam mesmo é a maquina de guerra Nazi, eu gostaria de ver mesmo eram fotos do Graff Speer, SS-Bismarck, os U-Boots…

    P.S. Com o tempo muitos irão se ligar de que os americanos não passavam de lobos em pele de Cordeiro, que Stallin foi o maior genocida, e que a Alemanha precisava purgar os judeus ou sua identidade e sua etnia estaria condenada.
    Os judeus realmente são um povo mesquinho e muquirana que não ousaram se ajudarem enquanto marchavam para o moedor de carne, tanto que alguns tentavam tirar proveito da situação, como em warsovia no guetto quando os que tinham algum arrego com os nazistas tratavam de explorar seu semelhantes.
    Eles não são tão injustiçados, eles são medíocres e mesquinhos, faz parte da cultura deles.
    Se Hitler existisse hoje ele teria apoio total e incondicional da França que esta perdendo sua identidade e seu país para os Argelinos e outros migrantes.
    Oneberto, eu não estou levantando a bandeira nazi aqui, sou apenas alguém que questiona tudo e tiro minhas conclusões mesmo que controversas, mas são minhas opiniões agradando ou não as outras pessoas, queria te pedir pra não sensurar meu comentário pois acho que cada um tem o direito a expor suas opiniões sem medo, afinal não vivemos uma democracia se apenas um lado pode expor seus conceitos…
    Agradeço se náo reparar meus deslizes no português pois meu corretor ortográfico tem vontade própria. 🙂
    Att. Alexandre

    • Manoel says:

      Comentário infeliz…

    • Betão says:

      Alexandre,
      Se você for brasileiro, o que acaba de escrever é a maior besteira do mundo visto que aos olhos dos arianos, todos nós na America Latina somos apenas vira-latas com as raças misturadas.
      Pare de tentar justificar um genocídio, isso não tem a menor lógica. Para questionar o grande segredo é vestir as botas de outra pessoa e caminhar uma milha, já dizia o ditado ingles muito antigo. Ponha-se no lugar de qualquer uma das minorias assassinadas a sangue-frio e pense se fosse sua família. Mas creio que seja a famosa moda adolescente de ser diferente do rebanho falando, fazer o que né, um dia você vai envelhecer e repensar alguns comentários e valores.

      • Alexandre says:

        Eu sou de origem alemã, mas não estou discursando num tribuna da SS, e tampouco fazendo propaganda nazista, eu tiro minhas próprias conclusões levando em consideração os fatos.
        Durante um bom tempo o Brasil foi aliado da Alemanha nazi, e de uma hora para a outra declara guerra a Alemanha, e os germânicos que já estavam no Brasil desde o fim da primeira guerra mundial que contribuíram bravamente com este país começaram a ser caçados, meu bisavo foi levado para um local aqui no sul que se chamava campo de concentração (repare na ironia) uma pessoa que trabalhou a vida inteira lavrando a terra e tirando seu sustento as custas do se sua derrepente passa a ser tratado como um inimigo do país pelo simples fato de falar o português com o sotaque carregado, neste local eles sofreram torturas, eram obrigados a beber óleo queimado, muitos colonos jamais retornaram para as suas famílias…
        Eu não acho justo que meros soldados alemães serem sumariamente executados ou enviados para campos de concentração (repare novamente a ironia) russos por serem obrigados a servir seu país, enquanto os peixes grandes, os verdadeiros culpados foram disputados a tapas pelos russos e americanos.
        Você na minha opinião nunca sobe dos horrores sofrido pelos alemães após a derrota na primeira guerra mundial, crianças inocentes que pagaram com suas vidas pela miséria imposta aos alemães.
        Vice jamais deve ter ouvido falar dos soldados alemães que foram trancados em cavernas para morrerem.
        Não seja tão desinformado a ponto de achar que algum dos países aliados por um minuto sequer mandaria um soldado em defesa dos judeus, o interesse dos interesses envolvidos não era tão humanitário assim se você analisar os fatos.
        Enquanto Hitler seguia a cartilha dos americanos ele teve financiamento e apoio, não só dos americanos como de muitos outros países e também do Brasil.
        Você baseia seu repudio na cartilha padronizada pelos americanos que são realmente muito bons em fazer propaganda e se passarem por mocinhos.
        Tire suas próprias conclusões cara, no fim das contas você vai perceber que nessa historia toda não houve mocinhos, apenas bandidos.

  4. Observador says:

    O comentário do Alexandre chega a ser surreal.
    Como pode alguém querer “amenizar” o que Hitler fez, usando da justificativa que os americanos eram lobos em pele de cordeiro. Se os Americanos não prestavam, o que falar dos alemães.

    • Alexandre says:

      Você não entendeu, eu não estou amenizando nada, estou apenas contestando a imagem de heróis salvadores do mundo que os americanos e russos carregam.
      É incrível como a imagem que os americanos tem de bons moços é indestrutível, cara você pode imaginar horror maior que carbonizar instantaneamente milhares de pessoas? Crianças, idosos, mulheres gravidas, deficientes… Poisé cara, foi isso que aconteceu quando os americanos jogaram as bombas atômicas.
      Não seja hipócrita!!!

  5. Carol says:

    Concordo que todos temos o direito de expressar a nossa opinião, porém cada povo tem a sua cultura, e nada justifica o genocídio praticado por Hitler. E quanto aos americanos, russos e quem mais estava envolvido na 2ª guerra mundial, realmente não existia mocinhos, mas… somente interesses, afinal ninguém interviu nos atos de Hitler antes dele assassinar 6 milhões de judeus!

  6. carlos alberto horvath says:

    Não endosso o que os alemães fizeram e tampouco o que os americanos fizeram em Hiroshima, no Vietnan mas, olha que interessante, meu pai esteve preso em um campo de concentração nazista.
    Não soube mais nada porque o maldito húngaro sumiu. Meu ex-sogro é alemão, e eu namorei uma judia. Hoje em dia está cheio de judeus na Alemanha que lá vivem muito bem obrigado.
    A reciproca é verdadeira. A guerra foi há 70 anos (?).
    A placa com a inscrição “ARBEIT MACHT FREI” que ficava na entrada de Auschwitz foi roubada. Sei lá porque diabos.
    Vocês entenderam? Pouco importa o que alguem diga sobre aqueles dias e sobre seus personagens. Deixe que expressem o que pensam. Isso não irá mudar nada. A vida irá continuar…

  7. HenryqueDoutrinador says:

    Alguns dos soldados citados aí em cima viraram políticos famosos. O Eisenhower virou presidente.

  8. Manoel Henriques says:

    Algumas correções: essas fotos não foram “colorizadas” elas são fotos COLORIDAS que apareceram na revista TIME ao longo da guerra
    Outro ponto: na legenda que fala de um “soldado alemão dirigindo um Jeep antes da entrada dos EUA na guerra” – o soldado em questão é Norte americano!!!. Basta conhecer os uniformes usados pelos soldados do Eixo e dos Aliados para se saber disso.
    E por último: o soldado não está “separando latas de TNT” – ele as está colocando sob o tanque para destruí-lo de forma irreversível. E o tanque em questão é um TIGER I abandonado por sua tripulação. Isso foi na Tunísia em 1942

  9. Henrique Neto says:

    Nada justifica uma atrocidade como a que os Judeus sofrerão, mas cada um fala o que quer, pois como já foi dito: temos liberdade de expressão.
    Porém também temos de saber que somos responsáveis por nossos atos e palavras.
    Não queira a ninguém o mal que pra si não se deseja.
    A todo tempo pense bem, mas também faça o bem o tempo todo.

  10. Alex Rodrigues says:

    Curtam as fotos, e agradeçam, alguém foi lá, pescou na internet, postou aqui pra vocês apreciarem, o Humberto.

    Adoro fotografia, histórias da Segunda Guerra.

    Mas esses comentários que não vão mudar em nada a vida daqui pra frente..

    Você precisam procurar o que fazer.

    Abraços Humberto, mais um excelente post

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo