Publicidade

Publicidade
26/01/2015 - 15:56

Polícia descobre como bandido conseguiu levar carro sem usar as chaves

Compartilhe: Twitter

ladrao_carro
Os bandidos estão cada vez mais criativos. Felizmente, as estratégias já estão manjadas pela polícia. Numa delas, o ladrão instala um módulo no carro e com ele dá partida sem precisar usar a chave.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Flagra, Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

8 comentários para “Polícia descobre como bandido conseguiu levar carro sem usar as chaves”

  1. Mozart says:

    Não deu pra sacar nada.

    Isso foi um teste, simulação feito onde? Quanto tempo demorou a instalação? Que equipamento é esse?

    Talvez de mais trabalho para o meliante do que furtar.

    • Thiago says:

      Aquilo é 1 modulo modificado com 1 botão de start feito sobre encomenda para certos modelos de carros, esse tipo de coisa só é feito por chaveiros pois os mesmos tem acesso aos programas.

  2. Cecchi says:

    Levaram meu carro assim, eles abrem o capo, instalam essa peça e com 1 botão desativam o alarme e o outro dão partida no carro… não precisa de chave e nem nada. Como o amigo disse, provável que alguém tenha acesso aos códigos das chaves.

  3. Bruno Moura says:

    Um ladrão de carro disse uma vez “Um carro só precisa de energia e combustivel pra funcionar”, nada impede um ladrão levar seu carro, colocar 20 alarmes não resolve nada, o melhor mesmo é ter seguro e pronto.

  4. Allan says:

    Ai pessoal, isso é muito fácil de se fazer em alguns modelos, pois, o sistema que bloqueia a partida do carro é chamado de imobilizador, ele é instalado na maioria das vezes embaixo do volante dentro do acabamento plastico, sua antena esta envolta do comutador de partida, e o código dentro da chave do veiculo. Qdo se efetua a partida , o imobilizador energiza a antena que lê o código que esta na chave, e através de uma sequencia lógica informa ao MODULO DO CARRO que a chave esta correta, e assim o mudulo libera os sinais de injeção e de ignição para q o motor entre em funcionamento. porem qdo se cadastra um imobilizador em um módulo, apenas através de equipamentos como scanners, se consegue efetuar a troca do mesmo, e esse processo leva no minimo uns 10min…isso bandido não que!!!!, então se torna mais fácil montar um modulo junto com um imobilizador, antena, coder, e no lugar do comutador se coloca um botão..isso que vcs estão vendo na foto..porem o modulo utilizado deve ser o mesmo do veiculo, Mod Versão Fabricante, senão o carro não funciona…ok…sei disso não por ser bandido, mas sim por ser proprietario de uma oficina mecânica especializada em sistemas eletrônicos de injeção , imobilizador, abs, airbag etc…abraço espero q tenha tirado a duvida de todos

  5. rodrigov8ao says:

    Acrescentando amigo, uma coisa que não me sai da cabeça é o seguinte:- como sou brasileiro , e um bom exemplar desse ser, eu sou um apaixonado por carros!; -Mas…, não sou mecânico e nem trabalho com autos. E por isso não sei se isso é só para dar partida, e desligar o alarme?; -Mas…, e a trava de volante?, essa será liberada só de dar a partida?, pois que eu saiba ela é mecânica e depende de um certo esforço e acerto com a chave. para poder destrava-la,para que assim o volante volte para o lado contrário, pois sem a chave no miolo de ignição, ela fica na posição travar sempre que for virado par algum lado.

  6. Super simples, ele “modificou uma central (alguns chamam de módulo)”, provavelmente foi planejado qual carro seria roubado bem antes, depois é só ligar e rodar, e no caso da trava do volante, basta uma chave de fenda e se quebra ela sem afetar nada mais do carro, e se destrava qualquer volante, uma ação dessa demora em cerca de 15 minutos até o ladrão levar o carro. E para o modo da chave é mais simples ainda, basta ter um scanner com codificador..

  7. Márcio Jap says:

    Agora que já disse como funciona pode mandar “passar”, porque só aprende coisa ruim…

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo