Publicidade

Publicidade
05/02/2015 - 11:21

Simulação com arma em igreja faz polícia invadir o local. Veja o vídeo

Compartilhe: Twitter

igreja_policia
Alguns membros de uma igreja evangélica em Araguaina, Tocantins, simulavam uma perseguição com arma de brinquedo entre dois jovens que estavam do lado de fora da congregação. Ocorre que ao entrarem na igreja, uma viatura que passava no local achou estranha toda a movimentação e um policial resolveu invadir o local com arma em punho. Felizmente deu tempo de justificar a ação.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Flagra, Video Tags: , , , ,

Ver todas as notas

24 comentários para “Simulação com arma em igreja faz polícia invadir o local. Veja o vídeo”

  1. carlos silva says:

    Se todo policial fosse atento, como esse, a segurança pública avançaria no Brasil.

  2. Rone says:

    Correto o policial!

  3. BIG BENGA says:

    Deveria enquadrar por uso de arma de brinquedo conforme o artigo:

    II – utilizar arma de brinquedo, simulacro de arma capaz de atemorizar outrem, para o fim de cometer crimes”

    • Marcelo says:

      Vc não leu a parte do que você mesmo escreveu que diz ‘para o fim de cometer crimes’?

    • Jeday says:

      não pode enquadrar pois o fim não é a pratica de crime, a “arma” foi utilizada em um teatro e isso não configura crime.

    • Vander says:

      Configura crime qualquer Igreja evangélica que usa da ingenuidade da fé alheia pra arrecadar dinheiro pros Pastores!!!

    • luiz says:

      Esse artigo que vc citou, na verdade, é um inciso, que é da Lei 9437/97, e que foi REVOGADA pelo Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003).
      A atual lei não define O USO DE ARMA DE BRINQUEDO como crime, logo, o artigo que o senhor citou, desculpe, não existe mais.

  4. Geyson Monte says:

    Caro ONEberto,
    Os vídeos estão demorando para disponibilizar a visualização. Nem a seta de Play aparece. Em outro momento aparece. A da agressão de “Meg” ao rapaz, só hoje é que eu consegui visualizar. Abração.

    • ONEberto says:

      Aqui tá tudo normal. Já tentou atualizar a página?

      • mark says:

        Aqui quando tento abrir videos que não são do Youtube, o video que é pra ser exibido em um post (esse aqui por exemplo) aparece na tela do video de um outro post nada a ver com ele (na do travesti apanhando por exemplo).

        Uso o firefox e o chrome e ocorre em ambos… estranho

  5. DEVIL says:

    ” EI! EI! EI! É SÓ UMA PEÇA, É SÓ UMA PEÇA!”
    – Pronto guri, pode ir se limpar agora…

  6. Jerffeson Rodrigues says:

    Achei totalmente certa a ação do policial, e se não fosse uma peça?

  7. Maiquel says:

    Pena que o pessoal ficou só rindo da cena, foi até engraçada para quem sabia que era uma encenação, mas podiam ter aplaudido ele tb pela ação. O policial saiu quase infartando hehe

  8. Tony Marks says:

    Numa dessas, pega um policial mais sangue no zoio, leva uns pipoco, ai quero ver…

  9. Lucas says:

    Não achei nada engraçado, pelo contrário, achei a atitude do policial correta e rápida. Tomara que tenhamos mais policiais competentes como esse do vídeo por todo o Brasil.

  10. Itamar Lopes says:

    Ressalto a ação rápida do policial! parabéns à ele por sua ação embora fosse apenas uma peça teatral, sua atuação significa que está preparado para agir quando necessário.
    Referente aos comentários contra a igreja acima, sugiro que dê uma olha nos projetos sociais que estas empreendem, centros de recuperação, asilos, creches, e muito mais.
    Penso que a igreja deveria ter aplaudido a ação policial e, ainda usado este acontecimento para orientar jovens e adolescentes…

  11. Airton says:

    O que tem de tragedia policial com estas simulações….

    Uma vez um policial desavisado pipocou os colegas que estavam em treinamento!

  12. Diogo says:

    Foi perfeito!! esse é um bom policial

  13. Zoar Vasquez says:

    “Rá, rá, rá” é??
    Isso poderia ter terminado com um monte de miolos espalhados pelo chão….

  14. fwsal says:

    muito vacilo mesmo…se fosse nos estados unidos o policia nem exitava já entrava atirando…

  15. Malaquias says:

    Graça e paz a todos!

    Não quero ser careta, todavia, não vejo motivos que justifique ocorrer esse tipo de simulação, por mais que se queira falar sobre violência. Os líderes dessa igreja poderiam até sofrer enquadramento no código de defesa da criança e adolescente. pois é notório a presença de crianças e adolescentes no local da simulação da prática do crime.

    Observe que quando o policial se retira, uma criança sai em disparada em busca da proteção de um adulto. Isto poderia ser interpretado como “constrangimento a menor”. Claro que tudo terminou até com mais realidade do que o programado. No entanto, se fosse um policial lotado em uma Metrópole e estivesse ali de férias ou em uma missão especial, por certo, uma tragédia teria acontecido dentro daquela igreja. Sei que hoje, em todo o mundo, a imprensa mostra crianças sorrindo e até brincando próxima a cadáveres, numa demonstração de que violência e morte estão banalizadas. De qualquer forma caberia perguntar aquele pastor: Presenciar mesmo que de forma teatral a execução e morte de uma pessoa, ajuda na edificação da membresia de uma Igreja ou só piora o estado de panico em que estamos vivendo?

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo