Publicidade

Publicidade
20/02/2015 - 11:28

Vídeo: Rapper agride mulher que subiu no palco e vai preso

Compartilhe: Twitter

afroman
O rapper americano Afroman foi preso por agredir uma mulher que subiu no palco enquanto ele se apresentava, em Biloxi, no Mississipi.

O pescotapa acabou rendendo uma fiança no valor de US$ 330 e algumas horas na cadeia.

“Tinha um cara que estava ao lado do palco gritando umas obscenidades que não vale a pena repetir aqui. E tinha a garota, que já tinha pedido para sair do palco. Tentei continuar tocando e achei que era o cara que estava no palco naquela hora… Acabei reagindo da forma errada”, tentou justificar-se.

Autor: - Categoria(s): Flagra, Video Tags: , ,

Ver todas as notas

8 comentários para “Vídeo: Rapper agride mulher que subiu no palco e vai preso”

  1. Marcelo disse:

    Nada a ver ele ser processado e passar tempo na cadeia, mina não tem nada que ficar querendo se aparecer, tá certinho ele dá na cara mesmo.

    • Felippe disse:

      Fico estupefato com o sentido de proporcionalidade do povo.

    • Jefer disse:

      Nada justifica violência amigo, o cara merece pagar pelo que fez, espancar uma mulher assim é algo inadmissível, a moça não fez nada demais. Revoltante pensar que existe gente assim, igual esse Afromerda ae, e igual a você que compactua com a covardia do cara.

  2. Geyson Monte disse:

    Não precisava disso. Ela nem chegou querendo abraçar, beijar… Chegou de mansinho. Ele sim, merecia uma peiada bem dada com cipó de boi no espinhaço. Abração e me desculpe pela violência. He,he,he.

  3. Wagner disse:

    A mina estava enchendo o saco e merecia um esporro ou um grito no pé do ouvido mas isso foi covardia desse lazarento, foi machão com uma mulher…

  4. BITCHSLAP!! disse:

    Qual o poder de luta do Afroman??
    MAIS DE OITO MIL

  5. Rubia disse:

    Preto, vai espera o que?

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo
203