Publicidade

Publicidade
23/04/2015 - 00:01

Artista cata lixo na costa do Caribe e transforma tudo em arte ao ar livre

Compartilhe: Twitter

trash_installations_01
O americano Alejandro Duran ganhou o respeito entre os artistas plásticos por criar arte usando lixo que é encontrado ao longo da costa do Caribe. Basicamente, ele junta os objetos parecidos e usa na própria natureza. Ele diz que o projeto serve para mostrar a tensão entre o mundo natural e o mundo cada vez mais subdesenvolvido.

trash_installations_02

trash_installations_03

trash_installations_04

trash_installations_05

trash_installations_06

trash_installations_07

trash_installations_08

trash_installations_09

trash_installations_10

Crédito

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , ,

Ver todas as notas

9 comentários para “Artista cata lixo na costa do Caribe e transforma tudo em arte ao ar livre”

  1. charles says:

    Bela merda que ele fez

  2. Tony Stark says:

    Puxa, não consegui ver a arte. Pra mim continua sendo um monte de lixo ao ar livre.

  3. carlos silva says:

    Sim. Cadê a arte?

  4. gabriel toad says:

    Que loco, muito interessante.

  5. Denisson Santos says:

    Que lixo… Tum-dum-tiz!

  6. valter says:

    arte é arte, lixo é lixo, não consigo ver arte nisso ai, não passar de lixo espalhado pela burrice do homem.
    Parabens ao fotografo que sim, ele conseguiu fotografar lixo e fazer belas fotos.

  7. Max says:

    Gostei muito da arte. Parabéns ao artista. Pra quem não viu arte….pena!

  8. Tiozin da Barracas says:

    Forçação de barra isso aí hein… artista.. sei…

  9. Jesus says:

    As imagens são a arte, pra quem não consegue ver.
    e se não ficou bem claro, tentem entender a mensagem, coisa que poucos conseguiram.
    Todo lugar que se vai hj em dia, pode ser na praia, sitio, floresta… sempre tem uma porquisse humana.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo