Publicidade

Publicidade
20/05/2015 - 13:00

Homem vê filha pela primeira vez depois de passar 21 anos sem enxergar

Compartilhe: Twitter

enxergando

Um homem que não enxergava havia 21 anos passou por um transplante de córnea para recobrar a visão. No dia em que finalmente a médica decidiu avaliar se a cirurgia funcionou, sua mulher e filha estavam lá para registrar tudo. O momento você vê no vídeo.

“Você é ainda mais bonita do que eu poderia imaginar”, disse ele para a filha.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Video Tags: , , , ,

Ver todas as notas

11 comentários para “Homem vê filha pela primeira vez depois de passar 21 anos sem enxergar”

  1. coimbra says:

    maldito suor hétero escorrendo em meus olhos

  2. Geyson Monte says:

    Emoção a todo vapor!!! Imagino o que este homem está sentindo neste momento. Parabéns!!!

  3. Canibal says:

    Direto nos sentimentos.

  4. Diego Cruz says:

    Desculpa, mas isso tem cara de fake. Fakezão! Com certeza deve ser uma propaganda de doação de órgãos, com simulação. O cara nem chora, nem ao menos está nervoso…
    não me engana nunca!

  5. Lairson says:

    Lindo, mas… fake! A “filha” é a atriz India Ennenga, que faz o papel de Camille Winship na série “The Returned”.

  6. das says:

    video bonito….mas é fake!!

  7. dudu says:

    Fake até dizer chega!!!!!

  8. Johnata says:

    Muito FAKE…. da p/ ver de longe…

  9. Alex Rodrigues says:

    Só eu sou do contra… e achei que é FAKE?

  10. pablo says:

    ufa ainda bem que outras pessoas perceberam que é totalmente fake

  11. Tomas Kenedi says:

    Hahahahahaha, o vídeo não necessariamente “fake”, é só um vídeo engraçado, se assistirem o vídeo inteiro vão entender, o cara estava a 27 anos com a mão tapando os olhos e a clínica especializada de recuperação conseguiu, com tratamento psicológico, fazer ele tirar, finalmente, a mão do rosto! é divertido!

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo