Publicidade

Publicidade
31/08/2015 - 00:03

10 truques legais e simples para fazer utilizando líquidos

Compartilhe: Twitter

liquidos

Neste vídeo você acompanha 10 truques legais e simples para fazer utilizando líquidos.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade Tags: , , ,

Ver todas as notas

4 comentários para “10 truques legais e simples para fazer utilizando líquidos”

  1. Bruno Brito says:

    Achei o vídeo interessante em termos artísticos e científico, no mais é cultura inútil. Venho sempre aqui pelo vasto conteúdo postado aqui e recomendo.

    Aproveito para dar uma dica: http://brunotechno.blogspot.com.br

    • Mpzart says:

      Cultura inútil nada, ô lentinho.

      Um exemplo: Se todo professor do ensino médio começasse a aula de ciências mostrando o truque do copo onde a água quente e fria não se misturam, com certeza mais alunos se interessariam pela matéria.

      Introduzir o experimento e depois explicar os conceitos físicos/químicos com certeza surtiria mais efeito do que logo na primeira aula introduzir fórmulas da densidade, coeficientes de solubilidade a determinada pressão e temperatur, entre outras tanta.

      • Geyson Monte says:

        Nem precisei comentar, Mpzart!!! Iniciar o comentário com: “Se todo professor do ensino médio começasse a aula de ciências mostrando o truque do copo onde a água quente e fria não se misturam, com certeza mais alunos se interessariam pela matéria”. Disse tudo. Você detonou a situação existente em sala de aula nos dias de hoje. Nem sei se ainda se aplica o termo “sala de aula”. Abração!!!

        • Mozart says:

          Mano, no meu tempo ainda tinha algumas aulas práticas no ensino médio. Vejo por meus primos mais novos que não existe mais isso.

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo