Publicidade

Publicidade
26/04/2017 - 00:03

Como as pessoas mudaram fisicamente ao longo de 100 anos

Compartilhe: Twitter

young_vs_old_portraits_04

Já reparou como o tempo muda a gente? Se não reparou, um projeto chamado “Faces Of Century”, do fotógrafo Jan Langer, capturou mais de uma dúzia de pessoas centenárias e comparou suas fotos recentes com algumas fotos muito antigas. É inevitável pensar como estaremos daqui há algum tempo.

young_vs_old_portraits_02




young_vs_old_portraits_01

young_vs_old_portraits_03

young_vs_old_portraits_05




young_vs_old_portraits_06

young_vs_old_portraits_07

young_vs_old_portraits_08




young_vs_old_portraits_09

young_vs_old_portraits_10




young_vs_old_portraits_11

young_vs_old_portraits_12

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Fotos Tags: , , ,

Ver todas as notas

21 comentários para “Como as pessoas mudaram fisicamente ao longo de 100 anos”

  1. Leonardo says:

    As moças entre 23 e 30 já parecem ter 40/45 anos!! rsrsrs…

  2. ita junior says:

    Show! clap clap clap
    O tempo é implacável!

  3. Roberto Ramos says:

    De fato, o tempo é o senhor da vida.
    E um dia, todos teremos cabelos brancos.

  4. V says:

    Acho engraçado que mesmo nas fotos quando estão jovens, eles aparentam ter muito mais idade do que consta.

    Se for comparar e pegar a juventude de hoje com estas fotos dá uma diferença muito grande.

  5. Fernando Serrão says:

    A última dá medo, parece ter saído de algum filme de terror.

  6. edu says:

    Alguém poderia pegar essas fotos e fazer um vídeo daqueles tipo metamorfose mostrando a pessoa envelhecendo com o passar dos anos, seria show.

  7. Manuel Portuga says:

    Ora pois, mas como podem ser tão parecidos assim, são irmãos?

  8. Beto says:

    Para quem tem duvida da história que orelha e nariz nunca param de crescer, é só olhar essas fotos!

  9. Matheus says:

    kkkkkk oq percebi é que orelha e nariz nunca param de crescer! muito bom!

  10. isaias says:

    era bom se fosse o pal que não parece de crescer kkkkkkkkk

  11. Marcelo says:

    Com a nova regra, mais alguns meses e já poderão até aposentar

  12. gustavo says:

    uau, mais uns 10 anos e ele talvez consigam se aposentar kkk

  13. Di Zazzo says:

    Na 11a pessoa, ele parece muito bem para 105 anos, parece mais novo que os outros que são mais novos…

  14. Marsellus Cardousous says:

    O tempo é uma fabrica de monstros

  15. Retard says:

    Veja suas própria orelha pra ver se o intestino grosso está com a saída fumaçando ou arrebentado

  16. Alberto Astanio says:

    O que a maioria enxerga é apenas isto, orelha e nariz crescendo. Uma triste realidade, as pessoas só possuem olhos para o superficial, não tem observação, apenas vê. O passar dos anos vai muito além do crescimento de uma orelha e um nariz. Por essas e outras que a mídia controla facilmente o gado humano, manipuladora de ideias e formadora de opiniões. O brasil é o pior exemplo disso, aqui já não existe cultura e os políticos fazem o que querem com esses tolinhos.

    • Jackie says:

      Nossa quanto mimimi
      É uma fotografia caramba, você quer que nós vejamos o caráter pela fotografia? Me poupa, se poupa, nos poupa. O próprio Humberto nos chamou para repararmos as características físicas. Faltou interpretação sua com o enunciado. Aff

      • Alberto Astanio says:

        Geração “mimimi”, sabe só repetir o que os outros falam, também pode ser denominada como geração “Papagaio de Pirata”. Talvez se um dia você usar seu próprio cerébro pra pensar você vai pra frente.

  17. X menos says:

    O negócio é problematizar geral em qualquer lugar que você está. Armados com lacrimogêneo e cavas.. Machado e marreta os militantes querendo sempre aparecer

  18. Ezequiel Rodrigo says:

    Esse Alberto Astanio é carente de atenção ,,,só pode ,,,e ainda vem com o discuso de ” use o cérebro ” ,,acho que o termo papagaio de pirata serve pra vc

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo