Publicidade

Publicidade
22/03/2018 - 09:56

Dono de Ferrari resolve processar a polícia por apreender e destruir seu carro

Compartilhe: Twitter

ferrari

O dono dessa Ferrari 458 Spider está admitindo processar a polícia de West Midlands por destruir seu carro. De acordo com o Mirror, Zahid Khan teve seu carro apreendido porque tinha algumas taxas e documentos inválidos, o que o classificava como um candidato a ser destruído. Khan até argumentou que havia comprado o carro num leilão e que boa parte do tempo passou reformando-a e, mesmo apresentando todos os recibos, não conseguiu fazer com que o carro fosse poupado do sacrifício.



Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Video Tags: , , ,

Ver todas as notas

8 comentários para “Dono de Ferrari resolve processar a polícia por apreender e destruir seu carro”

  1. Junior says:

    Pelo que li, esse carro estava listado inclusive na Ferrari como se tivesse tido perda total em um acidente. Eles venderam a carcaça destruida e reformaram. O argumento da polícia era de que se o carro já tinha sido dado perda total ele é inseguro para andar nas ruas e pode colocar o condutor e outras pessoas em risco.

  2. DIEGO says:

    OW, NUMA BOA.., ISSO É O CÚMULO DA IGNORÂNCIA!

  3. rodrigo says:

    Guindaste sádico

  4. Ernani Feder says:

    Cambada de desgraçados, assim a roseira balança mesmo sem ventar, e o canalha acaba levando um tremendo sacode no pé do ouvido que fica com o escutadô de samba dando sinal de ocupado até amanhã

  5. Alessandro says:

    Cenas muito fortes, não consegui ver o vídeo até o final… ;(

  6. Karlinhos says:

    O cara do guindaste parece que fez isso numa felicidade….

  7. Famscrow says:

    O cara pode comprar a carcaça do carro, reformar, restaurar… só não pode andar na rua, esse foi o problema. Na minha cidade já teve um entusiasta que botou um motor de Porsche num fusca e não registrou, foi apreendido.

  8. freu says:

    Tb.. tudo de prástico

Deixe um comentário:

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

Os campos com * são de preenchimento obrigatório







Voltar ao topo