Publicidade

Publicidade

09/10/2012 - 15:34

Mythbusters provam que Rose foi responsável pela morte de Jack, em Titanic

Compartilhe: Twitter

Por muito tempo, os amantes de Titanic se perguntaram se Jack, o personagem vivido por Leonardo DiCaprio no filme, teria sobrevivido ao naufrágio do navio. Fugindo um pouco do aspecto emocional, os Mythbusters (Caçadores de Mitos) descobriram que Rose (Kate Winslet) poderia ter salvo o namorado.

Como os fãs do filme devem lembrar, Jack permanece na água gelada enquanto Rose fica em cima de um pedaço de porta. No clímax dramático, Jack morre de hipotermia enquanto Rose é resgatada.

Os caçadores de mitos recriaram as condições traiçoeiras após o naufrágio do Titanic e, através de testes de hipotermia, descobriram que Jack teria sobrevivido se tivesse subido no destroço que serviu de bote para a namorada.

James Cameron, diretor do filme, disse ao Mythbusters que acreditava que o bote salva-vidas de madeira não aguentaria Jack e Rose.

Entretanto, a equipe descobriu que, se Rose tivesse tirado o colete salva-vidas e colocado sob a balsa, ela flutuaria o suficiente para que ambos fossem resgatados.

De acordo com o Daily Mail, um manequim de gelatina com carne e um sistema de água aquecida, para simular o sistema cardiovascular, foi usado para monitorar a temperatura do corpo, simulando o personagem de DiCaprio.

Depois de uma hora na balsa, a temperatura corporal do boneco indicava que Jack teria sobrevivido se tivesse saído da água.

Para Cameron, Jack realmente tinha que morrer para cumprir sua missão no filme.

Autor: - Categoria(s): Cinema, Curiosidade Tags: , , , , ,
26/06/2012 - 00:03

Celular em avião, atrapalha?

Compartilhe: Twitter

Se você já viajou de avião, deve ter percebido a preocupação dos comissários de bordo em fazer com que todos desliguem seus telefones celulares antes da decolagem. Muita gente não sabe o motivo da proibição, e há uma (compreensível) preocupação de que seu uso possa influenciar de alguma forma os aparelhos da aeronave, fazendo com que ocorra um acidente.

Entretanto, em tese, a frequência dos aparelhos eletrônicos não consegue fazer com que os equipamentos da aeronave sejam afetados. Quem chegou a esta conclusão foi o programa Mythbusters, em 2008. Segundo eles, a proibição se dá porque as companhias aéreas não conseguem realizar testes periódicos com todos os equipamentos que são lançados. Além disso, as agência reguladoras costumam proibir tudo que, de alguma forma, possa oferecer riscos para a aviação.

O vídeo é antigo e a qualidade não é uma das melhores, mas vale trazer a discussão.

Autor: - Categoria(s): Curiosidade, Video Tags: , , , , ,
Voltar ao topo