Direitor da Globo e seus amiguinhos se divertem jogando ovos no povo na rua

Mulher é espancada ao ser confundida com travesti” – Com barras de ferro, no Recife, dia 02/08.

Já acertei ovo em muita vagabunda” – Boninho (diretor da Globo), confidenciando num vídeo suas pilhérias quando mais jovem.

Hoje em dia que ninguém se atreva a ser pobre! Ser pobre é ser sujo, impuro, digno de ser agredido ou degradado. Pobre não tem o direito de andar na rua, pegar ônibus, ir à um show, entrar num shopping center, vestir uma roupa de ‘grife’.

Apesar de todas essas razões, acabaram de inventar uma nova função para o pobre: FGM, ou melhor ferramenta de geração de mídia. Isso mesmo, pobre agora aparece no Jornal Nacional e no Fantástico, vai dar entrevista no programa da Luciana Gimenez. Imagina quando um pobre poderia aparecer no Youtube, e ainda por cima tendo a honra de receber uma ovada do neto do Brizola, da Narcisa Tamborindeguy, do célebre APRESENTADOR DO (mais célebre ainda) VIVA NOITE Bruno Chateaubriand e do Boninho?

Pobre agora ganha oportunidade de se exercitar fora do horário de trabalho, enquanto espera o ônibus vira sparring por uns minutinhos e sem pagar nada! Ainda por cima ganha alguns dias de atestado médico e pode ficar em casa vendo sua fama repentina através do conforto do seu lar.

Pois é, querem tomar o direito do pobre ser dígno, livre, respeitado e amparado pela constituição do país que ele vive. Ele foi relegado do simples direito de sobreviver. Ser pobre, prostituta, travesti, empregada doméstica, catador de papelão, varredor de rua, ser humano agora é considerada raça inferior só porque alguém acha graça em acutilá-los.

Desculpem o desabafo e a franquesa, mas tem momentos que sinto nojo dos seres humano!

PS.: Por ‘algum motivo’ os vídeos acima estão sendo excluídos do Youtube. Me fez lembrar de um outro episódio, de uma tal de Cicarelli.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!