Tatuar os olhos pode ser bastante perigoso

Lembram do post que fiz com algumas fotos de uma suposta tatuagem nos olhos? Algumas pessoas disseram ser um acidente com paintball, e que estavam retirando a tinta ao invés de colocando. Na realidade, a história da tatuagem é verdadeira.

Curiosamente, essa não é uma prática recente, a tatuagem de córnea tem quase 2 mil anos e era comum no final do século 19 e no início do século 20. A córnea, camada invisível de tecido na parte frontal do olho, pode adquirir cicatrizes devido a lesões ou doenças. Por exemplo, uma marca opaca pode se formar durante a cicatrização de uma perfuração, deixando um ponto embaçado e descolorido na superfície do olho.

Na foto acima, você pode perceber que o paciente resolveu pintar seu olho de azul. Para tatuar os olhos, os tatuadores desenvolveram dois procedimentos diferentes. No primeiro, é utilizado uma agulha tradicional com tinta, mas a tinta pode não se prender, então foi desenvolvida uma segunda aplicação, com seringa.

‘Tatuagem cosmética pode ser extremamente perigosa’, diz a Dra. Sandra Belmont, uma professora de oftalmologia do Presbyterian Weill Cornell York. ‘Infecção, perfuração e hemorragia estão entre as complicações potenciais’ ela adiciona.

Mesmo desafiando todas as recomendações médicas, a ‘tatuagem de córnea’ surge como nova mania entre os modificadores corporais.

Matéria (em inglês)

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!