Filme polêmico diz que Jesus foi crucificado em posição fetal

Esqueça aquela imagem de Jesus pregado na cruz com os braços abertos e as pernas juntas. Pelo menos é o que diz um controvertido filme produzido pela rede BBC às vésperas da Páscoa. Para a emissora, nova prova histórica indica que Jesus provavelmente foi crucificado em posição fetal. E agora?

A BBC enfrenta acusações de tentar reescrever a história da Páscoa e de enganar a opinião pública ao ignorar as provas bíblicas e a tradicional imagem do Nazareno na cruz. Religiosos afirmam que a emissora britânica ofende gratuitamente a fé cristã.

Os autores do filme “A Paixão” (The Passion) preferiram exibir Jesus crucificado com os braços acima da cabeça, com pregos cravados neles, e os joelhos dobrados, uma decisão de Roma possivelmente para expô-lo ao ridículo.

Fiéis já dispararam a fúria contra o filme, afirmando que a BBC havia absolvido Judas e Pôncio Pilatos – que teriam sido tratados de maneira “muito simpática” – e sugerido que Maria não sabia o que estava acontecendo com ela.

O produtor do filme Simon Elliott disse que a BBC está sendo o mais fiel possível à realidade histórica. Segundo ele, a Bíblia carece de informações precisas sobre a crucificação.

Veja um trailer da produção.

“Ele provavelmente foi posto em um mastro usado para forca e deixado em posição fetal”, disse Elliott ao jornal “Daily Mail”. A forma como os cristãos conhecem a crucificação de Jesus, diz o produtor, é apenas uma das muitas adotadas pelos romanos àquela época.

E você? Vai aderir à polêmica?

Na íntegra por Page Not Found

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!