Câmera flagra jovem quebrando a perna da própria namorada para tentarem aplicar golpe, e ele acaba preso

Um homem que quebrou a perna da sua própria namorada, em 2006, na esperança de receberem uma indenização de 100 mil libras, cerca de 332 mil reais, foi condenado a três anos de prisão.

Gordon Thomson planejava processar o município, alegando que sua namorada, Elizabeth Hingston, tinha se ferido após a queda de um muro.

O crime seria perfeito se não fosse um detalhe. Os policiais acabaram encontrando um vídeo no telefone celular de Thomson, que mostrava como o fato realmente ocorreu. O rapaz foi conduzido para a prisão local.

No vídeo, o rapaz, que é um cozinheiro desempregado, é visto colocando a perna esquerda de Elizabeth entre dois tijolos e saltando sobre ela com ambos os pés. O som da perna sendo quebrada assustou o juiz que assistiu ao vídeo.

Elizabeth, que havia aceitado o plano bizarro, havia bebido uma garrafa de vodca e tomado uma dosagem de Valium para aguentar a dor. No entanto, nem a combinação foi suficiente para ela suportar a dor. Testemunhas escutaram os gritos de agonia da moça.

Além de ficar sem o namorado, Elizabeth foi ser submetida a uma cirurgia e passou seis meses recuperando-se de muletas. Embora tenha aceitado participar da fraude, Elizabeth ainda não foi indiciada pela sua parte no plano.

O jovem chegou a relatar o suposto acidente, mas não chegou a fazer uma queixa formal contra a Câmara Municipal de Plymouth. No entanto, ele confidenciou a um amigo, que esperava ganhar 100,000 mil libras de indenização.

O promotor David Gittins, contou ao Daily Mail que a polícia encontrou o vídeo no celular de Thomson, numa operação sem ligação com o incidente, quando ele foi surpreendido por uma batida à procura de drogas, no mês seguinte. Em seguida, os oficiais localizaram Elizabeth, que admitiu que havia sugerido a idéia de conseguir dinheiro fácil.

Ele disse que pediu a um amigo que filmasse com seu celular para provar que ela também tinha consentido o plano.

O advogado de defesa se prendeu no fato de que Elizabeth Hingston tinha concordado com a idéia: “Ela disse que eles tiveram a idéia após assistir alguns casos de indenização na TV”, disse ele.

Imagens: Reprodução Daily Mail

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!