Adolescente conta como tornou-se a pessoa mais jovem a ter problema nos rins por causa do álcool

Ela começou a beber demasiadamente aos 12 anos e aos 14, Natasha Farnham foi diagnosticada como a mais jovem paciente com insuficiência renal hepática causada pelo alcoolismo.

Natasha bebia até seis garrafas de vinho por dia – e agora, aos 18, ela foi advertida de que, se continuar bebendo vai morrer dentro de poucos meses.

Após beber uma garrafa de cidra, quando tinha 12 anos, Natasha logo se transformou, como ela mesma descreve, como uma “alcoólatra abandonada”, bebendo até quatro vezes por semana no horário escolar.

“Eu nunca me dei conta do que eu estava fazendo e minha mãe nem imaginava, porque eu dizia que ia dormir na casa de alguma amiga”, contou ela ao Daily Mail .

Natasha entrou num mundo sem volta, chegou a roubar sua mãe para manter o hábito. Ela disse: “Aos 13, eu bebia até três litros de vinho por dia, seguido de duas garrafas de Lambrini e de vez em quando, um litro de vodka. Eu era muito jovem para entender o que era ser uma alcoólatra, e muito menos compreender que eu era uma delas.”

Apesar do ritmo desenfreado, Natasha afirma que se surpreendeu quando os médicos a informaram sobre uma grave insuficiência hepática, deixando-a chocada. “Eles disseram que nunca tinham visto falência hepática em alguém tão jovem.”

No réveillon de 2004, ela foi internada em um hospital depois de passar três dias bebendo. Ao todo foram quatro caixas de vinho – equivalente a 16 garrafas. Foi então que os médicos afirmaram que se ela não parasse iria morrer.

Infelizmente nem a opinião médica bastou, Natasha, continuava a beber enquanto tomava comprimidos para a falência hepática.

Após muita luta, Natasha enfim foi colocada em um programa de reabilitação. A experiência foi tão positiva que há dois meses ela está trabalhando com os médicos, ajudando outras pessoas a vencer seu vício.

“Estou certa que Natasha não é a primeira e não será a última adolescente envolvida com álcool e que sofre com insuficiência hepática”, afirmou sua mãe.

Sarah Matthews, da British Liver Trust, afirmou: “Essa história é uma tragédia e ela tem muita sorte de estar viva. Estou certa que ela é a pessoa mais jovem no Reino Unido a sofrer de insuficiência hepática provocada por bebidas alcoólicas. Este caso levanta uma série de questões. A principal coisa que precisa ser feita é proibir a venda de álcool nos supermercados.”

Imagens: Reprodução Daily Mail

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!