“Supernanny dos animais” dá dicas de como educar seus bichos de estimação

Guardadas as devidas proporções, assim como as crianças, os animais precisam de orientação para adquirir bons modos. Gritos, agressões e força bruta não surtem efeitos positivos, ao passo que paciência é o principal remédio contra os maus hábitos dos bichos de estimação.

As dicas a seguir foram publicadas na revista Veja e foram dadas por Victoria Stilwell, apresentadora do programa da TV inglesa “Ou Eu ou o Cachorro e pela veterinária americana Mieshelle Nagelschneider, especialista em comportamento de gatos pela Universidade Harvard. Veja como a Supernanny dos animais pode ajudá-lo.

Cachorro

Problema: O cachorro se recusa a fazer suas necessidades em um local da casa.
O que a maioria das pessoas fazem: Todos fomos orientados a punir o cachorro. Gritar, bater e esfregar o cachorro não vai fazê-lo entender o motivo do castigo.
Solução, segundo os especialistas: Habitue-se a dar passeios diários com ele. Evite bloquear o acesso ao local onde ele deve fazer suas necessidades em casa, como manter portas abertas e seu “banheiro” à mostra.
Tempo para resolver o problema: Em média três meses é suficiente para fazê-lo entender sua rotina na casa. Caso não resolva, vale à pena consultar um veterinário, pois o animal pode estar com incontinência urinária.

Gato

Problema: O gato adora afiar suas unhas por toda a casa
O que a maioria das pessoas fazem: Batem e tiram o animal de perto do objeto que ele utiliza para arranhar
Solução, segundo os especialistas: Como os gatos têm necessidade de arranhar, seja para afiar as unhas, livrar-se da sujeira ou trocá-las, não há muito o que fazer senão ajudá-lo a fazer de maneira que não prejudique sua casa. Uma boa idéia é comprar um “arranhador”, que transfere para ele o hábito de arranhar os móveis e sapatos. Em paralelo, adote castigos que não machuquem o animal, como aplicar adesivos que façam com que suas unhas fiquem grudadas. Uma sensação nada agradável para um gato.
Tempo para resolver o problema: Uma semana, sem cessar.

Cachorro

Problema: O cachorro adora pular em cima da pessoa que se aproxima dele.
O que a maioria das pessoas fazem: Gritar e repreendê-lo, nem pensar! O cão é um animal que adora chamar atenção, então o faz desta forma.
Solução, segundo os especialistas: Esta é uma tarefa que requer paciência (a sua). Faça-o entender que ele está exagerando, para isso, ignore-o enquanto estiver fazendo suas acrobacias. Responda-o somente quando estiver com as quatro patas no chão. Caso não resolva, tente deixá-lo isolado em alguns momentos.
Tempo para resolver o problema: Em média 15 dias, talvez mais.

Gato

Problema: Durante uma viagem, ele fica incontrolável.
O que a maioria das pessoas fazem: Os gatos precisam de tempo para adaptar-se a um novo ambiente, até isso acontecer, muitos o ignoram.
Solução, segundo os especialistas: Apresente o animal ao novo ambiente de forma gradativa. Até sentir-se seguro ele se mostrará confuso e irritado. Segundo os especialistas, uma técnica que surte efeito é soltá-lo no menor cômodo da casa e lá espalhar obejtos com os quais o gato esteja acostumado.
Tempo para resolver o problema: Em média 3 dias.

Cachorro

Problema: O cão late incessantemente durante todo o dia.
O que a maioria das pessoas fazem: Gritar, bater e ameaçar.
Solução, segundo os especialistas: Esta é outra tarefa que requer paciência e sentimento. Os especialistas explicam que os cachorros gostam de sentir-se donos do território e usam o latido para chamar atenção e mostrar que ele está sempre alerta. A dica é fazer com que ele entenda que com barulho não conseguirá nada, para isso, recomenda-se ignorá-lo e só voltar a procurá-lo quando ele se acalmar. Quando isso ocorrer, ele deve ser premiado com uma brincadeira ou com algo comestível.
Tempo para resolver o problema: Normalmente um mês já é suficiente.

Gato

Problema: O gato costuma subir nas árvores, mas não consegue descer.
O que a maioria das pessoas fazem: Oferecem brinquedos e comida, tentando chamar sua atenção, mas entendendo que trata-se de preguiça.
Solução, segundo os especialistas: Os especialistas explicam que os gatos têm dificuldade de descer, porque o fazem de frente. A dica aqui é fazê-lo acostumar-se a descer de ré. Usando algo comestível, na altura do peito, procure chamar sua atenção, enquanto ele ainda está na posição de subida. Esta tática tenta fazer com que ele fisgue a comida e retorne de costas ao chão. As garras, funcionam como ganchos na hora da subida, mas na descida, não conseguem sustentar o peso dele de frente.
Tempo para resolver o problema: Normalmente um mês.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!