Mulher pede divórcio porque seu marido tentou olhar pela primeira vez seu rosto, após 30 anos de casamento

Após 30 anos de casamento é comum que um casal se conheça tão bem, que até os detalhes mais íntimos passem a ser compartilhados entre ambos. Mas não é o caso de alguns casais da Arábia Saudita, onde os homens não podem ver, durante décadas, o que tem além dos olhos de sua esposa.

Uma mulher de 50 anos tentou seguir a tradição de sua aldeia nativa, mantendo vivo o costume de cobrir o rosto em todos os momentos da sua vida. Eu disse “tentou”, porque no mês passado seu curioso marido finalmente a surpreendeu e levantou o véu que cobria seu rosto, enquanto ela dormia, para dar uma espiadinha em seu rosto. Foi um erro imperdoável, a indignada esposa acordou, percebendo a grave falha do marido, e agora está exigindo o divórcio.

“Depois de todos estes anos ele cometeu um grande erro” disse ela ao jornal saudita “Al-Riyadh”, após deixar a casa em que moravam.

Segundo o jornal britânico Daily Mail, ela comentou que seu marido pediu desculpas, e que inclusive prometeu que nunca mais faria isso novamente, mas ela insistiu que queria o divórcio.

Curiosamente, este não é o primeiro exemplo dessa natureza. Um outro incidente, idêntico a este caso, foi registrado no país, só que naquela ocasião a esposa perdoou o marido curioso, depois que ele também jurou nunca mais cometer tamanha falha. Om Rabea al-Gahdaray, de 70 anos, afirma que nem o marido nem os filhos jamais viram seu rosto. Trata-se de uma tradição familiar, também seguida por sua mãe e irmãs, cujos “maridos aceitam o casamento sem questionar a tradição”, disse ela. Quando questionada sobre como ela conseguiu ter filhos, sem que o seu marido jamais tenha visto seu rosto, ela respondeu: “O casamento é alimentado pelo amor, não pela aparência.”

Muitos países islâmicos, como a Arábia Saudita e o Irã, exigem que as mulheres cubram seus rostos em público, mas não na privacidade de seus lares. Por isso afirma-se que a tradição de cobrir o rosto, até mesmo para o marido, não é uma prática islâmica, mas uma tradição muito antiga praticada por uma pequena minoria de mulheres, em áreas remotas de países do Golfo. A maior parte delas estão na Arábia Saudita, um dos países mais conservadores do mundo.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!