Conheça os 5 super-poderes dos heróis dos quadrinhos que estão disponíveis na vida real

Parece brincadeira, mas nos dias de hoje já é possível experimentar sensações que antes só eram possíveis na nossa imaginação. Confira quais são os “super-poderes” que já estão disponíveis na nossa vida real.
5. Homem de Ferro

Nos quadrinhos: Tony Stark, o Homem de Ferro, é um gênio da engenharia de automação, ele inventou um traje especial, um exo-esqueleto super equipado. O traje foi construído para fugir de um campo de prisioneiros vietcongue, para onde fora levado após ser capturado durante uma inspeção em uma das fábricas de armas no Vietnã.

As constantes inovações tecnológicas levaram a que o traje fosse sempre modificado em sua aparência. Dos transistores, ele se baseia agora em chips e nanotecnologia. Várias versões foram criadas para situações específicas, como uma versão espacial e outras para fins de espionagem e atuações submarinas sob grande pressão.Houve duas bem específicas: uma gigante, usada para caçar o Hulk; e outra confeccionada especificamente para funcionar com a energia de uma pedra asgardiana.

Em 2005, a armadura do Homem de Ferro já estava em sua 49ª versão, apesar de que muitas das versões anteriores apresentavam apenas pequenas alterações.

Na vida real: Conheça a HAL 5. Uma armadura que permite aumentar a força de uma pessoa em até 10 vezes.

Embora pareça desconfortável, quem veste a HAL 5 praticamente não sente o peso da roupa. O traje, desenvolvido pelo professor Yoshiyuki Sankai na Universidade de Tsukuba no Japão, é controlado por sensores presos à pele do usuário, detectando as atividades elétricas dos seus músculos, evitando que se faça muito esforço para controlar o traje.

Segundo os desenvolvedores, a armadura poderá ajudar vários idosos, que sentem dificuldade de locomoção e servirá para garantir a força e mobilidade para algumas tarefas do dia-a-dia.

4. Jean Grey (X-Men)

Nos quadrinhos: Jean Grey é uma mutante que nasceu com poderes telepáticos e telecinéticos. Seus poderes primeiramente se manifestaram quando ela viu sua amiga de infância ser atropelada por um carro. Ela tem que lidar com seu poder, pois pode controlar desde o mais simples objetos até os mais complexos.

Na vida real: The Brain-Gate Neural Interface System é uma tecnologia que permitirá que tetraplégicos usem a internet, joguem videogames e comandem controles remotos. A tecnologia já foi testada com a aprovação da autoridade que fiscaliza o sistema de cuidados à saúde nos EUA.

O Brain-Gate Neural liga o cérebro do usuário a um PC, que permite visualizar e reconfigurar as reações neurológicas, que definem os pensamentos e ações. Um microchip é implantado na parte do cérebro responsável pelo movimento dos membros superiores.

3. Homem-Aranha

Nos quadrinhos: Durante uma demonstração de equipamentos que manipulavam radiação, Peter Parker foi picado por uma aranha. Ela havia sido exposta à radioatividade do aparelho e por isso provocou mutações no organismo do jovem Peter. Na versão ultimate (ou Marvel Millenium, como é mais conhecida no Brasil) e no filme de 2002, Peter é picado por uma aranha geneticamente alterada.

O “poder” mais famoso do Homem-Aranha é sua teia. Trata-se de aparatos que disparam o ‘fluido de teia’ em alta pressão. Ninguém sabe do que é feito o tal fluido, porém sabem que é algo com nylon. O fluido, ao contato com o ar, solidifica-se e torna-se um elástico e forte fio.

Na vida real: Cientistas italianos descobriram a fórmula para criar uma roupa como a do Homem-Aranha. A tecnologia se compromete a permitir que os usuários não só escalem prédios, mas também que se pendurem no teto de cabeça para baixo, a exemplo do que acontece com nosso herói.

Algumas pesquisas revelaram algumas pistas de como poderá ser este traje:

– Em 2002 uma pesquisa revelou que as lagartixas tem a capacidade de aderência resultante de forças intermoleculares, produzidas por pêlos encontrados nas suas patas.

– A força de atração acumulada entre os pêlos da lagartixa faz com que ela suba pelas paredes e fique de cabeça para baixo.

Os pesquisadores disseram que o traje precisará utilizar nanotubos de carbono para desempenhar o papel dos pêlos, como ocorre com as lagartixas. Para quem não sabe, os nanotubos são minúsculos cilindros extremamente resistentes e organizados em grandes filamentos.

2. Wolverine

Nos quadrinhos: Um dos poderes do X-Men, além das suas garras afiadas, é a capacidade de regeneração celular. De acordo com os quadrinhos, este dom permite curar-se de qualquer ferimento ou envenenamento rapidamente, por mais mortal que este seja.

Na vida real: Após um acidente, em 2005, quando a hélice de um avião de aeromodelismo cortou parte do dedo médio da mão direita, Lee Spievack, de 69 anos, entrou para a história. Spievack conseguiu regenerar seu dedo através de um tratamento com um pó feito da bexiga do porco, usado em tratamentos veterinários.

Segundo Spievack, o seu irmão (que era veterinário), resolveu indicar o uso do produto. O material, chamado de matriz extracelular, é usado principalmente na regeneração de partes feridas em cavalos. Spievack diz que, todos os dias, lavava o ferimento e usava o pó na ponta do dedo e logo depois, fechava com um curativo. Ele contou que, além da cicatrização, ele notou que o dedo voltou ao tamanho original. Em cerca de 4 semanas, o dedo já tinha recuperado a pele, a unha e os movimentos, juntamente com a sensibilidade e a impressão digital.

Segundo os especialistas, a regeneração de tecidos não é rara em crianças de 1 ou 2 anos, mas não é comum em pessoas com 60 anos.

1. Sue Storm, a Mulher Invisível

Nos quadrinhos: Como namorada e posteriormente esposa de Reed Richards e irmã de Johnny Storm, foi fundamental em persuadir o piloto Ben Grimm a juntar-se a eles numa perigosa missão espacial, que acabou por expô-los a quantidades maciças de radiação cosmica. Como consequência, ganharam poderes super-humanos. Susan obteve a habilidade de tornar-se invisível. Infelizmente, este poder sozinho provou ser de relativamente pouco uso em suas missões, especialmente em comparação às habilidades mais agressivas do resto do grupo. Mais tarde seus criadores, Stan Lee e Jack Kirby, desenvolveram um pouco mais os dons da Mulher Invisível.

Na vida real: O cientista japonês Susumu Tachi desenvolveu um traje que aparentemente torna invisível que o usa. A explicação está no uso de um visor, que combina imagens em movimento tiradas atrás do usuário com imagens tiradas de frente, tudo isso projetado em um tecido reflexivo.

Segundo o cientista, o invento poderá ser útil em aplicações militares, como por exemplo espionagem ou no chão dos aviões, permitindo que o piloto veja o solo.

Fontes: diversas

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!