5 artistas que usam meios bem anormais de pintar

Segundo a Wikipédia, o surgimento das artes plásticas está diretamente relacionado com a evolução da espécie humana. Mas, para estes artistas, o que conta mesmo é ser diferente, para chocar ou por necessidade, eles fazem sucesso.

1. Pintando com as nádegas


Stephen Murmer era professor de artes na Virgínia, mas perdeu o emprego, porque os funcionários da escola não concordavam com os seus métodos de criação. Ele usa as nádegas para pintar. Um porta-voz da escola explicou a demissão justificando que os professores devem dar exemplo para os estudantes.

Além das nádegas, Stephen cria arte, por vezes, usando também seus órgãos genitais. Suas pinturas podem ser adquiridas por cerca de US$ 900, cada. No seu site encontra-se mais informações.

2. Pintando com os seios


Já a australiana Di Peel usa seus seios para pintar. Ela teve a idéia após ver na internet uma mulher que também fazia esse tipo de trabalho, mas que tinha os seios pequenos. Di Peel então resolveu começar a produzir. Utilizando a mesa da cozinha, ela aplica a tinta na tela e, “ploft”, esmaga tudo com os seios, espalhando e misturando, criando figuras abstratas.

Ah, para ter a certeza de que as pessoas estão recebendo um autêntico trabalho da Di Peel e não um “pirata”, ela faz questão de assinar as obras, obviamente usando um dos seus mamilos. No seu site existem algumas outras imagens.

3. Pintando com a língua


O professor indiano, Ani K, desenvolveu uma técnica curiosa: a pintura com a língua.

Segundo o indiano, sua inspiração foi um homem que pintava com os pés. Ele decidiu também ser diferente. Primeiro tentou pintar com o nariz, mas já existiam outros artistas fazendo a mesma coisa, foi então que resolveu pintar com a língua.

Embora tenha sofrido com graves dores de cabeça, ele parece não se abater e afirma que até já acostumou com o cheiro das tintas, que inicialmente o faziam passar mal.

Ani K agora planeja fazer uma exposição e mostrar os mais 150 quadros que já pintou durante sua carreira.

4. Pintando com os dentes


Christopher Kuster ficou tetraplégico após um acidente na piscina, em 1992. Por ter ficado paralisado da cintura para baixo, ele decidiu que precisaria fazer uma atividade, e escolheu a pintura.

Christopher afirma que sua vida iniciou novamente depois que começou a pintar com os dentes. Ele afirma que queria encontrar uma maneira de expressar a paz e tranqüilidade que o rodeava. “A pintura liberta minhas obrigações físicas, torna-me tão concentrado na imagem que eu nem sinto que estou em uma cadeira de rodas. Sinto-me livre.”

Chris espera que as pessoas, de alguma maneira, se beneficiem do seu trabalho e sejam capazes de se perderem em si próprias. Ele disse que após o acidente aprendeu a viver a vida de uma forma nova, e que quer compartilhar isso com todos.

5. Pintura com o globo ocular


Xiang Chen é um artista que tem um raro e inquietante talento: ele pinta com os olhos.

Inexplicavelmente Xiang não sente nenhum incômodo ao tocar seus olhos. Os médicos já o avaliaram e não perceberam nada diferente sobre seus olhos. Segundo eles, talvez haja “somente” uma tolerância maior a dor do que o resto dos humanos.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!