6 curiosidades da vida de Michael Jackson que pouca gente sabia

Talvez ele tenha sido o mais controverso artista da atualidade. A vida de Michael terminou envolvida em mistérios. O site Oddee fez uma relação de curiosidades sobre a vida de Jackson que pouca gente sabe.


Michael dormia numa cama de oxigênio
Para aumentar a beleza e viver mais tempo, Michael Jackson utilizava uma câmara de oxigênio para dormir. Posteriormente, ele doou o aparelho para um centro médico californiano para ajudar no tratamento de vítimas de queimaduras.
(Fonte)


Michael e a escultura egípcia
Um usuário do Flickr tirou a foto de uma antiga escultura feminina egípcia, no Museu Field, em Chicago. Especula-se que Michael Jackson tenha se inspirado nela para realizar suas cirurgias plásticas. (Fonte)


Michael Jackson patenteou botas anti-gravidade
Michael inventou e patenteou botas especiais que permitiam movimentar seu corpo desafiando a gravidade. Ele as usou no famoso clipe “Smooth Criminal”. (Fonte)


O macaco Bubble, melhor amigo de Michael
Em 1985, Michael resgatou um chimpanzé com câncer de um centro de pesquisa no Texas. A partir desse momento, o macaco passou a ser seu companheiro e suposto melhor amigo. Ele até excursionou com Michael durante a turnê Bad. Agora ele vive num santuário animal, onde pode ser visitado pelo público. Michael continuou a visitar seu amigo juntamente com seus filhos. (Fonte)


Michael sofria de uma rara doença genética
Michael Jackson sofria de um raro distúrbio genético chamado “alfa-1 antripsina”. A condição atinge apenas um em cada 8000 pessoas e é responsável por causar uma doença pulmonar. Os sintomas incluem falta de ar após alguma atividade, perda de peso, infecções respiratórias, fadiga e anormalidades na visão. (Fonte)

O primeiro vídeo de um artista negro na MTV
“Billie Jean” foi o primeiro vídeo de um artista negro exibido na MTV, em 1983.

Michael Jackson (o cantor) vai fazer muita falta.

Via Oddee e Brogui

>> Já acessou o iG Jovem hoje?

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!