9 "quase famosos" que morreram em 2008

Você já percebeu que todos os anos surgem vários “quase famosos”? São aquelas pessoas que contribuem de alguma maneira (e à sua maneira) para o mundo e no final acabaram passando quase despercebidas. É o caso da lista abaixo, adaptada do site Cracked, que mostram vários “quase famosos” que se foram em 2008. Depois dela, acabei ficando com vontade de fazer uma lista brasuca.

Quem: Edward Abraão ‘Bozo’ Miller – O maior comilão do mundo
Quando: 07/01
Como: Causas naturais
O que fez: Bozo Miller é uma lenda. Ele chegou a consumir 25.000 calorias por dia. Uma vez ele comeu 1000 pacotes de batata frita e em uma outra vez bateu o recorde ao comer 324 raviolis em 70 minutos.

.

Quem: Maila Nurmi, a atriz que ficou conhecida como “Vampira”, imortalizada nos filmes de Ed Wood.
Quando: 10/01
Como: Teve um ataque cardíaco. Faleceu enquanto dormia.
O que fez: A personagem Vampira surgiu ao acaso, quando, em um baile de máscaras, um produtor de televisão achou interessante a fantasia que Maila usava. Maila foi convidada a fazer parte de uma série televisiva, conhecida como The Vampira Show, que teve duração de 1 ano. Com o cancelamento da série, Maila reteve os direitos da personagem. Após isto, a personagem Vampira apareceu em várias séries e filmes, fazendo aparições importantes.

Quem: Christian Brando, o filho mais velho de Marlon Brando
Quando: 26/01
Como: Pneumonia
O que fez: Nenhum que alguém deva se alegrar. Em fevereiro de 91, Christian foi condenado a 10 anos de prisão por matar o namorado de sua meia-irmã na mansão do pai. Em 95 sua irmã suicidou-se. Em 2005 ele foi condenado a dois meses de tratamento em uma clínica de desintoxicação e três anos em liberdade condicional por violência doméstica contra a esposa.

Quem: Bob Kames, o criador da Dança da Galinha (ou do Passarinho)
Quando: 09/04
Como: Câncer de próstata
O que fez: Bob chegou a gravar mais de 70 albuns de polka, mas foi com a Dança da Galinha que ele ficou realmente conhecido, chegando a vender 300.000 cópias na Polônia em 1983. Até aqui em terras tupiniquins a músiquinha fez sucesso, cantada na voz do apresentador Gugu Liberato, sendo rebatizada como “Dança do Passarinho”.

Quem: Fred Baur, químico responsável pela criação da latinha da batata Pringles
Quando: 04/05
Como: Alzheimer. Em seu último pedido, ele pediu para ser cremado e as cinzas colocadas em uma lata de batata Pringles.
O que fez: Tornou a marca mundialmente conhecida e “só”.

.

Quem: Olive Riley, a mais antiga blogueira do mundo
Quando: 12/07
Como: Causas naturais
O que fez: Escrever um blog aos 108 não é nada comum. Nele Riley falava sobre sua vida e contava um pouco da sua experiência durante todo o século 20, incluindo duas guerras mundiais e a grande depressão. No seu último post, ela escreveu sobre como cantou junto com as enfermeiras e uma visitante do abrigo em que morava.

Quem: Frank Mundus
Quando: 10/09
Como: Ataque cardíaco
O que fez: As experiências do lendário pescador de tubarões brancos inspiraram a criação do personagem Capt. Quint, do filme Tubarão (imortalizado por Robert Shaw, na versão de 1975).

.

Quem: Betty James – A madrinha da mola maluca
Quando: 20/09
Como: Insuficiência cardíaca
O que fez: Betty foi a madrinha da mola de metal que se expande e contrai, chamada de “mola maluca” ou Slinky. O sucesso do brinquedo é tanto que a primeira remessa, de 400 molas foi vendida por 1 dólar cada, em apenas 90 minutos.

.

Quem: Majel Barrett – A primeira dama de Star Trek
Quando: 18/12
Como: Leucemia
O que fez: Seu casamento com Gene Roddenberry lhe rendeu o apelido de “primeira dama de Star Trek”. Além disso, Majel também fez parte do elenco do filme. No primeiro episódio da série, produzido em 1964, existia a oficial Number One, posição com a patente de tenente e a responsabilidade de segundo-em-comando na nave. Interpretada por Majel, Number One teria um lugar cativo na série, não fosse a NBC insistir que o público não estava preparado para ver uma mulher em posição tão elevada no comando de uma espaçonave. Roddenberry optou por não a substituir, e a posição de Number One só voltou a ser ocupada em Star Trek – The Next Generation, por William T. Riker (Jonathan Frakes). Mas mesmo com o seu personagem eliminado dos episódios seguintes, Majel Barrett continuou a ser presença assídua em Star Trek. Com cabelos loiros, passou a ser a enfermeira Christine Chapel, mais tarde promovida a médica na série cinematográfica.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!