Adolescente morre após usar… desodorante

Estranho jeito de morrer, não? Infelizmente foi assim que Daniel Hurle, um garoto de 12 anos, teve seus dias abreviados.

Calma, já explico. De acordo com o parecer médico, Daniel morreu vítima de arritmia cardíaca e perturbações do ritmo cardíaco, causado pelo solvente do desodorante.

O Lynx, como é chamado, traz na sua embalagem um texto dizendo: “Evite a utilização em locais pouco ventilados”. Segundo o The Sun, esse foi o erro do garoto. Ele trancou-se no banheiro e, como de costume, resolveu pulverizar desodorante no corpo. Seu pai comentou que chegou a tentar reanima-lo, mas foi em vão.

“Eu gritei para ver se ele estava OK. Não ouvi nada e resolvi forçar a porta. Ele não estava respirando”.

O patologista, Dr. Andrew Hitchcock, revelou que não havia nenhum sinal de doença ou de que o garoto tivesse usado drogas.

Achou toda a história absurda? O legista, Dr. Robert Hunter, não. Ele disse que acha a advertência na embalagem do produto totalmente satisfatória, mas acrescentou: “Não sei quantas pessoas lêem”.

Definitivamente, esta foi uma das mortes mais incomuns dos últimos tempos.

Veja mais notícias e posts no Buteco da Net

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!