Alergias impedem garoto de frequentar escola e robô vai no seu lugar

O pequeno Devon Carrow-Sperduti, de apenas 7 anos, é um aluno um pouco diferente dos demais. Por sofrer com uma série de alergias, Devon não pode conviver com outras crianças. Sem exageros, o contato com outras crianças poderia levá-lo à morte.

Para não ficar prejudicado nos estudos, Devon, que mora em Buffalo, nos Estados Unidos, utiliza um robô VGO que faz todo o trabalho local.

De acordo com o Daily Mail, através de uma webcam conectada à internet, ele consegue assistir a todas as aulas, além de ter seu rosto projetado numa tela de LCD.

De casa, Devon consegue movimentar o robô por toda a escola, permitindo que participe das atividades. Surpreendentemente, o robô tem sua própria mesa na sala e é capaz de responder a perguntas, piscando uma luz sempre que precisa se comunicar.

Infelizmente, os problemas do garoto estão longe de terminar. Em casa, por exemplo, existe uma rígida norma de limpeza para quem convive com ele.

Se meu filho mais velho, Dylan, ocasionalmente trouxer amigos para casa, eles precisam tomar banho e esfregar-se como se tivessem sido expostos à radiação“, disse sua mãe.

Além disso, Devon sobrevive com uma dieta restrita, comendo apenas milho, maçã e batatas.

Ele é uma bomba-relógio ambulante. Ele também sofre de alergias de peles graves. Suas mãos ficam vermelhas e escamosas facilmente. Tornam-se tão irritadas, às vezes, que a pele se rompe e ele não pode sequer pegar uma caneta para escrever. Mesmo o cheiro do amaciante pode fazer sua garganta fechar. Ele é quase como um garoto em uma bolha. Eu tento deixá-lo fazer algumas coisas. Eu quero que ele tenha a melhor vida que pode ter.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!