Na Somália, crianças viram soldados armados para aliados americanos

Awil Salah Osman é um garoto comum na Somália. Ele se parece com tantos outros meninos da sua idade, mas é bem diferente. Armado com um rifle Kalashnikov, devidamente municiado, o menino de 12 anos é responsável por um posto militar, cuja função principal é parar motoristas que tentam entrar no território. Os funcionários do…