Caixa eletrônico dá nota de Cruzeiro em vez de Real

Uma auxiliar de hotelaria teve uma surpresa ao sacar dinheiro anteontem em um dos caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil, na avenida Amazonas, região Centro-Sul de Belo Horizonte. Neila Patrícia Alves, moradora do bairro Vila Olga, em Santa Luzia, na região metropolitana, pretendia sacar uma certa quantia e, entre as notas expedidas pelo caixa eletrônico, saiu uma de Cr$ 50 mil (cruzeiros), como se fosse uma cédula de R$ 50. O banco ressarciu a cliente, mas não explicou como o dinheiro sem valor foi parar entre as notas de moeda corrente.

A cédula antiga retirada por Neila tem cores laranja e cinza e traz a foto do escritor e divulgador do folclore brasileiro Luiz Câmara Cascudo. A nota, segundo o Banco Central, teve circulação em um curto período de tempo, entre 1991 e 1994.

A cédula antiga foi trocada por moeda corrente na manhã de ontem pelo gerente da agência. Segundo Neila, ele disse a ela que muitas empresas entregam grandes volumes de cédulas em malotes e, como essa nota é verdadeira, não foi percebida pelo aparelho que faz a contagem das cédulas.

O Banco do Brasil informou ontem, por meio de sua assessoria de imprensa, que todas as notas que circulam no sistema financeiro da instituição são processadas mecanicamente em equipamento com sensor ótico e que está apurando como a cédula antiga foi parar entre as notas do caixa eletrônico. Neila não ficou com a nota. A cédula foi recolhida pelo banco para a apuração dos fatos.

Mercado Livre
Colecionadores de moedas antigas costumam comprar cédulas como a retirada pela auxiliar de hotelaria por valores que variam entre R$ 5 e R$ 10, segundo informações obtidas no site do Mercado Livre.

Criado em abril de 1990, o Cruzeiro substituiu o Cruzado Novo. Em agosto de 1993, a moeda, corroída pela inflação, perdeu três zeros e passou a se chamar Cruzeiro Real, que, nos 11 meses de sua existência, acumulou uma inflação de 3700%. Em julho de 1994, o então presidente Itamar Franco cria o Real. Mas antes da moeda atual entrar em circulação, passou a vigorar uma unidade de conta, não de troca, chamada Unidade Real de Valor (URV), com variação diária.

[ FONTE ]

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!