Conheça os mitos e verdades sobre cravos e espinhas

Seu apelido é Chokito e você nem sabe mais a quem recorrer? Segue abaixo uma lista contendo os mitos e verdades sobre cravos e espinhas.

Assim como a alta porcentagem, a lista de mitos que cercam a acne é bem grande. Quantas vezes não se ouvem frases do tipo “chocolates provocam espinhas” ou “cravos são ácaros ou vermes de outros tipos”.

De acordo com a dermatologista, a acne é causada pelo acúmulo de sebo (oleosidade decorrente da grande quantidade de hormônios produzidos durante a adolescência) e de células mortas nos folículos pilosos, os poros.

Com o poro bloqueado, sem oxigênio circulando, a bactéria P. Acne entra em ação e produz substâncias que provocam inflamação – ou seja, transformam os cravos em espinhas. Existem diferentes níveis de gravidade da acne (de 1 a 4, o mais grave recebe o nome de Conglobata) e tratamentos para cada um deles.

Mitos e verdades
Como as espinhas são causadas pelo acúmulo de sebo e de células mortas, algumas afirmações tomadas como verdades absolutas não fazem sentido. O mesmo vale para os cravos. Desvende algumas destas “lendas”:

Chocolate dá espinhas: algumas pessoas associam a ingestão de determinados alimentos com o aparecimento ou piora da acne. Entretanto, não existe comprovação científica para isso. Segundo a dermatologista Célia Kalil, a alimentação não pode ser considerada causa do aparecimento da acne.

Intestino preso provoca acne: não existe nenhuma relação entre o funcionamento intestinal e acne.

Lavar o rosto várias vezes ao dia ajuda a evitar a acne: pelo contrário, isso pode aumentar a oleosidade da pele, causando um “efeito rebote”.

A acne é contagiosa: apesar de ser uma infecção, a acne não é contagiosa.

Cravos pretos são “sujos”: o escurecimento é causado pela oxidação da gordura em contato com o ar, não por sujeira.

Cravos pretos são “ácaros”, vermes ou outros tipos de bichos: o cravo nada mais é do que o resultado do entupimento do poro pelo sebo, que se oxida e torna-se escuro.

Anticoncepcional piora a acne: dependendo do anticoncepcional, pode haver melhora do quadro.

Menstruação causa acne: pela influência dos hormônios, pode haver uma piora da acne nos dias anteriores à menstruação; porém, a menstruação em si não é um fator que cause o aparecimento da acne.

O sol melhora a acne: apesar de ter algum efeito cicatrizante, o sol pode provocar aumento na produção de sebo.

Cicatrizes de acne são para sempre: existem recursos para tratamento destas cicatrizes. Esses procedimentos devem ser realizados por um médico dermatologista experiente e, algumas vezes, são necessárias várias etapas de tratamento para um resultado satisfatório.

Além de desvendar lendas comumente associadas à acne, é bom deixar claro que a doença pode ser controlada com tratamentos indicados pelo dermatologista. Somente ele é capaz de identificar a gravidade da doença e prescrever os medicamentos adequados.

Para saber o tipo de tratamento necessário e qual a gravidade dos cravos e espinhas o ideal é consultar um dermatologista, que é quem vai estabelecer os procedimentos didáticos para melhor responder as dúvidas de cada paciente.

Terra

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!