Cuidado quando for comprar seu novo videogame

O mercado de falsificação chinês é famoso pelos clones, que nem sempre parecem com os originais. Os mais recentes lançamentos da China buscam imitar os famosos videogames, sucesso de vendas no mundo inteiro, mas nem de longe lembram os originais.

O Polystation, mais conhecido dos clones de videogame, utiliza um sistema totalmente obsoleto, o conhecido NES. Os jogos desse console fizeram bastante sucesso na década de 80, quando foi lançado, tornando conhecidos títulos como o Mário, o Kung Fu Master e o Pikachu.

Fisicamente o Polystation chega bem próximo aos consoles originais. Os gabinetes procuram explorar ao máximo todos os detalhes, tentando, talvez, confundir os consumidores mais desavisados. Entretanto, alguns detalhes logo entregam os clones: o Polystation 1 possui encaixe para cartucho, o controle apesar de parecer com o dos videogames da nova geração, apresentam encaixe idêntico aos antigos. O Polystation 3 é bem menor que o original, utiliza pilha e tem uma pequena tela, onde o jogo se desenvolve.

Até chegar no Brasil, os clones seguem uma rota que inicia-se na China, parte para o Paraguai, até chegar às lojas e camelôs, burlando a fiscalização.

Veja um “teste drive” feito com um Polystation 3. É hilário!

No mercado pirata, um Polystation pode ser encontrado por aproximadamente R$ 50,00, já um Playstation 3, na loja, pode ser comprado por cerca de R$ 2.500,00.
Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!