Em vez de gado, fazenda cultiva corpos em decomposição

fazenda_corpos_01
Este é o Rancho Freeman, um lugar incomum lá nos Estados Unidos. Em vez de cultivar gado, eles cultivam corpos em decomposição.

Isso mesmo, os 16 acres da fazenda possuem cerca de 50 corpos espalhados. A intenção é estudar as diversas fases da decomposição e ajudar os especialistas forense a desvendarem mistérios envolvendo as mortes.

Algumas fotos a seguir podem ser perturbadoras para alguns leitores.

fazenda_corpos_02

fazenda_corpos_03

fazenda_corpos_04

fazenda_corpos_05

O corpo passa por três estágios de decomposição. Na primeira, o corpo incha, porque as bactérias liberam gases que consomem o gás carbono do corpo. Em seguida, o corpo estoura e libera fluidos de decomposição. Finalmente, há a fase de secamento, quando quase toda a carne do corpo é consumida. Esta fase é alcançada depois de várias semanas, e é a fase em que a maioria dos corpos do rancho estão.

fazenda_corpos_06

fazenda_corpos_09

fazenda_corpos_10

Crédito

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!