Empresa cria cirurgia plástica para mortos

Definitivamente, ainda não vimos tudo na vida. Dessa vez a notícia curiosa fica por parte da Everest Funeral, que é uma empresa especializada em fazer cirurgia plástica em mortos. Isso mesmo, eles são responsáveis por dar uma aparência diferente aos falecidos.

De acordo com o diretor da empresa, Mark Duffey, o “último momento” está sendo encarado de maneira diferente: “As pessoas costumavam dizer ‘coloque-me em um caixão de pinho e me enterre no quital’, mas isso está mudando. As pessoas querem ser lembradas e o enterro é o grande último evento delas e elas querem estar bem“, explicou ele ao MSNBC.

Normalmente, o funeral é totalmente programado, desde a definição pacífica da expressão facial (o que tem de ser feito antes do embalsamento) para apagar os traços da idade e de doenças até a utilização de cera, malhas ou até mesmo super cola no caso de ossos quebrados e a recriação do estilo do falecido, com o tratamento dos cabelos, unhas e maquiagem.

Como esse tipo de trabalho não é comum, já começa a render muita polêmica. Alguns cemitérios e crematórios exigem a retirada das próteses e demais “acessórios”. “Quer seja silicone nos seios, bíceps ou bochechas, nós pedimos que tirem, pois eles podem explodir, como pequenas bombas”, declarou Aida Bobadilla, gestora do Los Angeles Odd Fellows.

E você, o que acha disso?

Clique aqui para ver um vídeo com o processo.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!