Encontrado o autor do "esqueleto gigante"

Um dos mais famosos hoax da história da internet foi definitivamente explicado.

Tudo começou em 2004, quando a foto começou a circular em e-mails do mundo inteiro, dizendo que ela retratava a descoberta do esqueleto de um humano gigante, feito pela National Geographic. O boato tomou proporções mundiais depois que diversos veículos da mídia, como o Hindu Voice, da Índia, que diz que a NatGeo, em conjunto com o exército indiano, desencavou um esqueleto de gigante humano na Índia, começaram a divulgar a notícia como sendo verdadeira.

Estava instaurado o caos nas caixas de e-mail da National Geographic – todos queriam saber maiores detalhes sobre a descoberta. Por uma questão lógica, logo percebeu-se que foto era “fake”. Ela não passa de uma montagem feita pelo mais tradicional site de montagens, o Worth1000, que escolheu a montagem feita por IronKite (que até então era um ilustre desconhecido) como uma das melhores na categoria “Anomalias Arqueológicas 2”.

Segundo o próprio IronKite, mestre em montagens ele não tem nada a ver com a divulgação do boato e afirma que dá boas risadas “quando alguém vem me dizer que conhece alguém que esteve lá ou até mesmo afirmam que viram tudo, inclusive o momento em que tiraram a foto”.

IronKite explicou como fez a famosa montagem: inicialmente a foto mostrava uma imagem aérea de uma escavação de um mastodonte em Nova York. Em seguida, ele sobrepôs um esqueleto humano sobre o esqueleto original. Logo em seguida ele colocou um homem cavando, que tem um detalhe – ele segura uma pá sem ponta. IronKite explicou que originalmente a pá estava completa, mas após a sobreposição das imagens ficou parecendo muito falsa. Ele então resolveu apagar a ponta da pá e mesmo assim ninguém percebeu.

O boato está explicado no site da NetGeo.

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!