Faz tempo que deixou de ser território sem lei!

Uma jovem de 17 anos foi detida, no início da tarde desta quarta-feira (20), por policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI).

Ela é acusada de fazer apologia ao crime no site de relacionamentos Orkut. Os policiais chegaram até a menor depois de rastrearem a comunidade “Liberdade pro Samuka”, mantida por ela.

Segundo a polícia, Samuka é o nome usado na internet pelo traficante Edmilson Ferreira dos Santos, conhecido como Sassá, preso em Bangu, Zona Oeste do Rio.

O traficante, de 34 anos, era um dos maiores fornecedores de drogas e armas para favelas do Rio. Foi preso no dia 4 de novembro, de 2005, na favela Salsa e Merengue, no Complexo da Maré. Estava num compartimento subterrâneo, construído nos fundos de um mercado da favela. Sassá, que tinha contra ele 11 mandados de prisão por tráfico de drogas, também foi autuado no crime de tentativa de suborno, por ter oferecido R$ 1 milhão aos policiais para que o soltassem.

Na comunidade, que tem 108 integrantes, existe uma campanha para arrecadar cerca de um milhão de reais para libertar o traficante.

A menor prestou depoimento à Polícia, no Centro do Rio, acompanhada dos pais. Moradora do bairro de Costa Bastos, próximo ao Morro da Pedreira, subúrbio do Rio, ela vai responder pelo crime de tráfico de entorpecentes e será encaminhada para a 2ª Vara da Infância e Juventude.

Além disso, o Orkut foi obrigado a eliminar dez comunidades que de apologia ao crime!.

Concordo e apoio essas iniciativas!

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!