Feira milionária reúne objetos inusitados

O mundo pode estar em crise financeira, mas um grupo de milionários russos continuam dispostos a gastar e expôr seus mimos em uma feira destinada a milionários.

A Rússia é um dos países mais atingidos pela recessão. Segundo a Forbes, 100 dos mais ricos russos perderam 380 milhões de dólares nos últimos doze meses devido à crise mundial. No entanto, muita gente não está nem aí para a recessão e a cada dia alimenta seu vício em compras.

Poltrona forrada com pele de urso

O jornal britânico Daily Mail listou alguns objetos expostos na feira e feitos exclusivamente para mostrar o poder consumista dos seus donos. Entre os itens inusitados: uma geladeira envolta em pele de cobra, um Hummer equipado com uma plataforma para pole-dance para que o magnata -ocupado demais para chegar ao clube de striptease, ou em um engarrafamento – possa divertir-se sem precisar sair do carro. Além de mesas de apoio com presas de mamute e poltronas forradas de pele de urso.

Um dos mimosos carros à venda na feira

Apesar de todo efeito consumista, há sinais de que a recessão está realmente batendo na porta. Em 2007, uma Mercedes revestida de diamante foi o centro das atenções. Este ano, a atração traz a mesma marca de carro “apenas” cromada, que custa cerca de R$ 860 mil.

Para os visitantes, a Feira do Milionário serve para colocar simples cidadãos em milionários por alguns minutos. “Aqui na feira, eu posso olhar para os iates, cavalos e carros que custam até 200 mil euros. Sinto que sou parte deste mundo de luxo”, declarou um dos visitantes.

Entretanto, a situação não parece tão controlada. Pela primeira vez, um político exigiu que seus colegas legisladores fossem visitá-la, a fim de ver que a linha que separa ricos e pobres foi longe demais.

Cavalo de £1 milhão

Sergei Mironov, presidente da Alta Câmara do Parlamento Russo, exigiu que milionários, como Roman Abramovich (dono do clube inglês Chealsea), paguem um “imposto de luxo”, para quando comprarem novos super iates, pinturas famosas ou até mesmo clubes de futebol.

Para os críticos, esta imposição é absolutamente injusta, pois os ricos já pagam os impostos sobre a renda e a propriedade, o que equivaleria ao pagamento de imposto sobre imposto.

O par do valor do ingresso fica em torno de R$ 22 mil.

Já acessou o iG Jovem hoje?

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!