Filipinos estão com medo de morrer de raiva

Já tinha postado a respeito dos Filipinos, agora, participantes de um grupo que encenou a Paixão de Cristo nas Filipinas, durante a Semana Santa, estão apavorados com a possibilidade de terem contraído o vírus da raiva. Isso porque um desses homens, que fez parte do grupo que se autoflagelou até ficar com as costas em carne viva e cravou uma coroa de espinhos na cabeça, morreu da doença recentemente.

Todos eles haviam usado a mesma lâmina para rasgar a pele antes de se flagelar com uma vara de bambu. O ritual também inclui crucificações voluntárias – e simboliza o sofrimento de Jesus Cristo.

A médica Maria Clara Aquino, que trabalha para o governo local, declarou nesta semana que 103 pessoas potencialmente expostas ao vírus tiveram de tomar a vacina anti-rábica.

A raiva é normalmente transmitida pela mordida de animais infectados, como cães e morcegos. O período entre a contaminação e os primeiros sintomas (semelhantes ao de um resfriado) varia de 3 a 12 semanas, mas, em alguns casos, a doença espera até 2 anos para se manifestar.

Fonte

Compare preços de:
Celular | PS3 | Webcam | Miniaturas de bonecos | Disco de Vinil | Fotografias antigas

Mais Postagens
Mais Postagens
Parceiros
Comenta aí, butequeiro!